Julho registra mais focos de incêndio do que o 1º semestre no Piauí imprimir publicado em: 01 / 08 / 2016

incendioA quantidade de focos de incêndio no Piauí mais do que quadruplicou em julho se comparada ao mês anterior. De acordo com o sistema de monitoramento de queimadas e incêndios do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), somente o mês de julho contabilizou mais focos do que todo o primeiro semestre do ano. Enquanto os primeiros seis meses registraram 492 focos, julho teve 681.

O maior salto ocorreu justamente de junho para julho, quando o número de focos aumentou de 153 para 681. De acordo com a sequência de registros dos anos anteriores, a tendência é que a quantidade aumente ainda mais nos meses de agosto, setembro e outubro.

No ano passado, o Piauí registrou o segundo maior número de focos de incêndio dos últimos 18 anos, fechando dezembro com 14.730 focos. De acordo com a meteorologia, o aumento dos focos de incêndio nessa época do ano se deve principalmente a baixa umidade do ar e a falta de chuvas, o que deixa o solo ressecado.

Na semana passada, várias cidades do semiárido piauiense tiveram baixos índices de umidade registrados. Em Caracol, a 605 km de Teresina, o índice ficou em 13%, sendo o baixo do ano no Piauí. Segunda a Organização Mundial da Saúde (OMS), quando os índices oscilam entre 12% e 20%, a região é considerada em estado de alerta.

Portaldaclube


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas