Justiça decreta a indisponibilidade dos bens e João Félix de Sena Rosa imprimir publicado em: 15 / 08 / 2014

condenadosO juiz da 2ª Vara Civil de Campo Maior, Júlio César Garcez, decretou a indisponibilidade dos bens do ex-prefeito João Félix, do ex-diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto, Sena Rosa, e de mais outros quatro diretores da autarquia. O juiz julgou liminarmente o pedido movido em duas ações civis públicas por improbidade administrativa e malversação do dinheiro públicos dos gestores que administraram a empresa em 2009 e 2010.

A decisão do juiz já está publicada no site oficial do Tribunal de Justiça do Piauí. Júlio Cesar Garcez decidiu pela liminar baseado em documentos colhidos na contabilidade do SAAE e também em cópias das folhas de pagamentos da autarquia apresentadas nas ações.

Em uma das ações, o juiz o concluiu como sendo verdadeira a acusação de que Sena, quando era diretor do SAAE, pagava mensalidade de curso superior no valor de R$ 2.500,00 à servidores do Serviço de Água de Campo Maior, o que absolutamente ilegal.

Em outra ação o juiz Júlio César Garcez concluiu que há indícios fortes de enriquecimento ilícito por parte dos denunciados  ao contratar um policial militar para trabalhar no SAAE e acumular função na Secretaria Municipal de Administração.

O juiz estipula um prazo de 15 dias para que os acusados apresentem defesa das acusações antes da sentença definitiva do processo em 1ª instância.

PROCESSO Nº 0001429-58.2014.8.18.0026

Veja a decisão

Fonte: Portal de Campo Maior

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas