Justiça indefere candidatura do PCO à Prefeitura de Teresina imprimir publicado em: 27 / 08 / 2016

Lourdes MeloA juíza Zilnéia Gomes Barbosa da Rocha, da 1ª Zona Eleitoral de Teresina, indeferiu o registro de candidaturas do Partido da Causa Operaria (PCO) e, consequentemente, todos candidatos do partido não podem concorrer às eleições deste ano. O principal nome da sigla é a professora Lourdes Melo, candidata a prefeita. Ela e o partido ainda podem recorrer da decisão junto ao Tribunal Regional Eleitoral.

Com a decisão, Lourdes Melo não é mais considerada candidata no momento, e, portanto, não deve fazer campanha. O indeferimento da juíza é por conta de problemas em documentos do PCO. Antes mesmo do período de campanhas, o registro do partido já tinha problemas por falta de atualização do CNPJ da sigla. Lourdes Melo pediu registro de candidatura no último dia previsto pela legislação.

A magistrada seguiu a manifestação do Ministério Público Eleitoral, que apontou parecer para o indeferimento. O número do processo é 430-80.2016.6.18.0001.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Vale

últimas