Messi vira exemplo para Neymar após superar “trauma” com sua seleção - Dono da Notícia
Messi vira exemplo para Neymar após superar “trauma” com sua seleção   publicado em 06 / 06 / 2012
Neymar

Neymar ainda não apresentou o mesmo futebol do Santos na seleção

Por incrível que pareça, Messi virou exemplo para Neymar não apenas por causa das excelentes atuações com o Barcelona. O melhor jogador do mundo, enfim, parece estar acabando com um antigo trauma: brilhar com a camisa da seleção.

É exatamente esse problema que Neymar precisa superar. E nada melhor que um jogo contra a Argentina, mesmo que seja amistoso. No próximo sábado, nos Estados Unidos, Neymar e Messi estarão frente à frente.

Após passar em branco no Mundial da África do Sul, Messi foi decisivo nos três amistosos mais importantes que a Argentina disputou desde então. Nas vitórias contra Espanha, Portugal e Brasil, o camisa 10 fez um gol em cada partida.

Para completar, nos últimos três jogos da Argentina, ele balançou a rede cinco vezes. Fez um na vitória contra a Colômbia, pelas eliminatórias, três contra a Suíça, em amistoso, e um contra o Equador, no último sábado, também pelas eliminatórias.

“Contar com ele é uma bênção, todos nós precisamos protegê-lo. Messi quase sempre joga bem. Nos últimos tempos, ele está acumulando grandes desempenhos também com a seleção”, comemorou Alejandro Sabella, técnico da seleção.

Até a imprensa argentina, que sempre criticou as atuações do melhor jogador do mundo sem a camisa do Barcelona, passou a exaltá-lo. Jornais como “Olé” e “La Nación”, por exemplo, publicaram que Messi está repetindo na Argentina o futebol apresentado no clube espanhol.

Enquanto isso, no Brasil, Neymar começa a ser cobrado por não ser decisivo na seleção comandada pelo técnico Mano Menezes. Nos últimos quatro jogos, ele fez apenas um gol. Na Copa América e nos amistosos contra grandes seleções como Argentina e Alemanha, o atacante também não jogou bem.

Após a derrota contra o México, no último domingo, até Pelé cornetou a atuação de Neymar. “Ele é um excelente jogador do ponto de vista técnico, mas pegou um vício de jogar só como ponta esquerda. Isso dificulta um pouco para ele. Eu mesmo já tive a oportunidade de falar isso para o Neymar”, disse o eterno camisa 10 do Santos.

“Ele também precisa perder esse vício de se jogar todas as vezes que leva uma entrada do marcador e querer fazer a coisa mais drástica. É uma coisa que não é boa para ele”, acrescentou Pelé.

Preocupado, Mano Menezes disse que a seleção brasileira não pode depender de apenas um jogador. “Não vamos ter uma seleção baseado só no Neymar . É perigoso ter um time baseado em um nome porque toda a preparação pode ir água abaixo se eles não forem para uma Copa ou não estiverem bem. Precisamos de uma equipe”, comentou.

iG

Comente

publicidade

  • publicidade
  • radimagem

redes sociais

publicidade

publicidade