Contra projeto, motoristas da Uber param por 24h em Teresina imprimir publicado em: 30 / 10 / 2017

Motoristas da plataforma Uber em Teresina paralisam atividades e fazem protesto nesta segunda-feira (30) contra o projeto que regulamenta aplicativos de transporte individual pago no país, como o Uber. A proposta foi aprovada no Senado, em regime de urgência no dia 24 de outubro, e deve ser apreciada pelos deputados federais nesta terça-feira (31).

motoristas

Quem tem costume de utilizar os serviços do Uber em Teresina não conseguiu entrar em contato com eles nesta segunda-feira, já que como forma de protesto, a categoria decidiu desligar os aplicativos. Os condutores afirmam que todos os motoristas cadastrados na plataforma em todo o país paralisam o serviço nesta segunda-feira por 24 horas.

“Em Teresina há muitos motoristas que dependem da plataforma para sustentar suas famílias e se esta regulamentação for aprovada, vai inviabilizar o trabalho destes pais de família. Acreditamos que muitos vão desistir do trabalho e quem vai sair perdendo é a população que paga bem mais barato para se locomover na cidade”, disse um motorista da plataforma que prefere não se identificar.

Em Teresina, o protesto acontece no estacionamento da Ponte Estaiada, na Zona Leste de Teresina, e de lá, os condutores afirmam que farão em carreata pelas ruas do Centro da capital.

O projeto 28/2017

A proposta, aprovada em abril pela Câmara dos Deputados, determina que o serviço de transporte por meio de aplicativos deverá respeitar uma série de exigências.

Entre elas estão vistorias periódicas nos veículos de transporte privado, idade mínima para os condutores e “ficha limpa” dos motoristas. Além disso, os carros deverão ter placa vermelhas e rodar com base em licença específica.

conflito

Portaldaclube


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas