MP convoca clientes para comprovar atrasos de atendimento em bancos imprimir publicado em: 05 / 05 / 2018

bancosO Ministério Público do Piauí (MPPI) instaurou um inquérito cível público e lançou edital solicitando que os consumidores apresentem, na 31ª Promotoria de Justiça, comprovação referente à demora no atendimento em agências bancárias em Teresina. O edital foi lançado ontem (04) e está disponível no site do órgão (clique aqui).

De acordo com a titular da 31ª Promotoria, a promotora de Justiça Gladys Gomes Martins de Sousa, destaca que as instituições financeiras precisam obedecer a parâmetros legais que estabelecem um tempo para o atendimento de clientes nas agências bancárias.

Para o MPPI, o objetivo dessa convocação é verificar junto aos consumidores se os bancos estão cumprindo a legislação sobre o atendimento em suas agências.

“Se apurou no curso do presente procedimento extrajudicial que as instituições financeiras situadas em nossa capital, de forma reiterada e abusiva, vêm descumprindo a Lei Municipal nº 2.743/98, que garante o limite de espera em tempo razoável pelas agências bancárias, que foi fixado em até 30 (trinta) minutos em dias normais e até 45 (quarenta e cinco) minutos em véspera ou após feriados prolongados”, ressalta a promotora no edital.

“O procedimento extrajudicial tem por fim investigar o descumprimento da Lei Municipal nº 2.743/98 pelas instituições financeiras situadas em âmbito local. Ademais, convoca aqueles que forem lesados a encaminhar documentação comprobatória, consistente em comprovantes de atendimento em tempo superior a 30 (trinta) minutos em dias normais e até 45 (quarenta e cinco) minutos em véspera ou após feriados prolongados, a fim de subsidiar a atuação deste órgão”.

Na última quinta-feira (3), um internauta enviou uma foto de uma agência bancária, localizada no Centro de Teresina. Ele relatou que muitos clientes desistiram do atendimentou ou sentaram-se no chão devido a demora no atendimento, as longas filas e a falta de cadeiras para atender a demanda.

“Passei a maior humilhação, sem cadeira, sem estrutura, filas enormes e péssimo atendimento”, lamentou o internauta Eliézio Silva.

Envio da documentação

A documentação comprobatória poderá ser enviada, preferencialmente, ao correio eletrônico desta 31ª Promotoria de Justiça: [email protected]

O Ministério Público ressaltou que os comprovantes de atendimento poderão ser solicitados aos funcionários das instituições financeiras, que deverão certificar de maneira imediata e idônea (no mesmo papel da senha que contém a hora de chegada, ou em outro separado), a data e a hora exata do atendimento do cidadão, com a identificação de que se trata de certificação do banco.

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas