MP investiga falta de aula de português em escola no Piauí imprimir publicado em: 29 / 08 / 2017

Paulo Rubens, promotor responsável pelo caso

Paulo Rubens, promotor responsável pelo caso

A 2ª Promotoria de Justiça de Altos instaurou um inquérito civil público para apurar a falta de aula de Língua Portuguesa, em escola do ensino médio, na localidade “Quilombo”, zona rural daquela cidade.

O procedimento investigatório foi aberto após o recebimento de denúncia do vereador José Ernando Ribeiro encaminhada ao Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI). De acordo com o documento recebido pelo MP, o parlamentar informa que os estudantes do 1º, 2º e 3º anos do ensino médio, da Unidade Escolar “Cazuza Barbosa”, que funciona na Unidade Escolar “Vicente Delmiro de Oliveira”, de janeiro a agosto deste ano, não tiveram aulas de Língua Portuguesa. De acordo com o artigo 35-A, parágrafo terceiro, da Lei Federal n° 9.394/96, a Lei de Diretrizes e Básicas da Educação, o ensino de língua portuguesa é obrigatório, em todas as séries do ensino médio.

Na portaria de instauração do inquérito civil n°035/2017, o promotor de Justiça Paulo Rubens Parente Rebouças, titular da 2ª promotoria de Justiça de Altos, determina que seja enviado à Secretaria de Estado do Educação e Cultura do Piauí (SEDUC) e à 18ª Gerência Regional de Educação (GRE) ofício solicitando esclarecimentos sobre os fatos denunciados, além de encaminhar a documentação que comprovem os fatos. O membro do Ministério Público Estadual diz que caso se confirme a irregularidade denunciada, a SEDUC e a 18ª GRE devem encaminhar informações sobre as medidas que serão adotadas visando solucionar o problema, com envio de cronograma de reposição de aulas e de realização de exames.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas