MPT-PI flagra 25 trabalhadores em condições análogas à escravidão imprimir publicado em: 02 / 09 / 2017

trabalhadoresPoliciais Rodoviários Federais realizaram uma operação conjunta com o Ministério Público do Trabalho (MPT) nesta sexta-feira (1º), com o objetivo de resgatar 25 trabalhadores em situações totalmente degradantes. A ação aconteceu no município de São Francisco do Piauí, no Sul do Piauí, onde uma carvoaria foi autuada por infringir as legislações trabalhistas.

Segundo membros do MPT, Na propriedade os trabalhadores estavam sem remuneração há mais de quatro meses, equipamentos de proteção individual e carteira de trabalho assinada.

Para o exercício de suas funções, muitos tinham que comprar suas motosserras, além de serem responsáveis pela compra de combustível e manutenção da máquina. Os trabalhadores também relataram que eram remunerados, muitas vezes, com sacos de carvão.

Além disso, os homens viviam em locais com instalações sanitárias, de repouso, higiene e alimentação totalmente precárias e insalubres.

O Ministério Público do Trabalho realizou as devidas autuações e um dos responsáveis pela atividade foi intimado a realizar os pagamentos e a regularização das condições de trabalho, podendo responder por exploração de trabalho análogo ao escravo.

Portaldaclube


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas