MST fecha BR-316 em protesto a desocupação de fazenda do Ciro imprimir publicado em: 02 / 08 / 2017

mstA BR-343 em Teresina foi interditada nesta quarta-feira (2) durante 1h30 por membros do Movimento Sem Terra (MST), que invadiram a fazenda do senador e presidente nacional do PP, Ciro Nogueira, em Teresina na semana passada. Segundo João Luis Vieira, da direção nacional do MST no Piauí, o grupo realizou a manifestação contra a desocupação da propriedade e a presença de seguranças armados no local.

O senador Ciro Nogueira informou que não iria se manifestar a respeito da reintegração de posse.

Segundo os manifestantes, os seguranças chegaram ao local na terça-feira (1º) e, desde então, estão coagindo as famílias mostrando as armas que possuem. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que a interdição aconteceu dos dois lados da estrada e iniciou por volta de 9h45 e encerrou às 11h20.

A PRF diz que cerca de 80 pessoas participavam do ato, já a organização diz que protesto mobilizou mil pessoas.

“Os seguranças ficam o tempo todo circulando perto do local onde estávamos acampados. Eles mostravam as armas que estão usando, numa forma de nos desafiar e amedrontar, por isso resolvermos fechar a rodovia”, contou João Luis.

mst

A coronel Julia Beatriz, Coordenadora de Gerenciamento de Crises da Polícia Militar , informou não haver previsão para o cumprimento o mandado judicial. A militar disse ainda que recebeu a denúncia sobre a presença dos seguranças na fazenda e esteve no local para averiguar a situação.

“O dono da terra tem direito para colocar segurança privada. O que nos preocupou foi a questão de haver excessos de ambas as partes e por isso fomos ao local para verificar o que estava acontecendo. E nenhuma confusão ou confronto foi relatado”, contou.

Entenda o caso

No dia 25 de julho, cerca de 200 famílias do Movimento Sem Terra (MST) invadiram parte das terras de uma fazenda pertencente à família do senador e presidente nacional do PP, Ciro Nogueira. No mesmo dia, o parlamentar informou apenas que a propriedade pertencia a sua mãe e não tinha conhecimento se alguma ação de reintegração de posse foi impetrada.

mst

Entretanto, o G1 apurou que a fazenda pertence ao parlamentar, inclusive com ação de reintegração de posse expedida pela juíza da 5ª Vara Cível de Teresina, Maria das Neves Ramalho, na quinta-feira (27). Na decisão, a magistrada autoriza o uso da força policial, caso necessário. Ela ainda manda intimar os ‘invasores’ para responderem a ação no prazo de 15 dias.

A Fazenda Junco de 726,5 hectares fica localizada em Teresina, às margens da BR-316, no povoado Chapadinha Sul. Segundo João Luis Vieira, o grupo reivindica a desapropriação da terra, afirmando que há famílias que necessitam do espaço para trabalhar, já que estariam sem emprego e em situação complicada. A área seria improdutiva, segundo os ocupantes.

Nacionalmente, o MST divulgou nota dizendo que a invasão é parte da jornada de protestos em defesa da reforma agrária, contra o governo Temer e pelo combate à corrupção.

Portaldaclube


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas