Municípios do semiárido do PI terão processo de dessalinização da água imprimir publicado em: 22 / 07 / 2016

Pelo menos 12 municípios do semiárido piauiense vão passar por um processo de purificação da água que é distribuída para a população. São cidades cujo abastecimento ocorre através de poços e que a água é considerada bastante salobra. O trabalho de implantação do sistema de dessalinização vai começar por uma comunidade quilombola de Betânia, a 499 km de Teresina.

carro pipaOs municípios foram escolhidos pelo Ministério do Meio Ambiente e levou em conta o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), a taxa de mortalidade infantil, os índices pluviométricos e o teor de sal.

Além da população urbana desses municípios, também devem ser contemplados moradores das localidades rurais que tenham pelo menos 20 famílias. Ao todo devem ser 20 sistemas de dessalinização nos 12 municípios.

“A ideia do programa é levar água boa para o consumo a esses municípios do semiárido. Nós sabemos que naquela região existem muitos poços espalhados, mas infelizmente a água não chega com boa qualidade e por isso o objetivo é levar água boa e conscientizar as famílias sobre o uso”, falou Marcos Vinícius Amaral, diretor do Emater no Piauí.

Além de Betânia, também serão implantados os sistemas de dessalinização em Campo Alegre do Fidalgo, Curral Novo, Acauã, Pedro Laurentino, Vila Nova do Piauí, Lagoa do Barro do Piauí, Caldeirão Grande, Massapê, São Francisco de Assis, São Julião e Queimada Nova. Pelo menos 26 famílias devem ser beneficiadas nas 12 cidades.

Os sistemas fazem parte do Programa Água Doce (PAD), ação do Governo Federal coordenada pelo Ministério do Meio Ambiente, por meio da Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano, em parceria com instituições federais, estaduais, municipais e sociedade civil.

Portaldaclube


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Vale

últimas