Na contramão da crise, PI reduz nº de pessoas sem emprego imprimir publicado em: 23 / 11 / 2016

empregoA taxa de desocupação do Piauí ficou em 9,4% no terceiro trimestre do ano, revelou a PNAD Contínua, divulgada pelo IBGE, na noite desta terça-feira (22). No Brasil, o percentual chega a 11,8%, e no Nordeste é ainda pior: 14,1%. A capital piauiense, por outro lado, apresenta uma taxa menor, de 6,8% de desocupação.

De julho para setembro, 19 unidades da Federação tiveram a mais alta taxa de desocupação da série histórica, enquanto a taxa do Piauí e a de Teresina tiveram, respectivamente, redução de 9,9% para 9,4% e de 9,6% para 6,8%.

Entende-se por população desocupada aquela que tem idade suficiente para o trabalho, mas que por algum motivo – seja por não querer procurar emprego ou estar desempregada por falta de vaga – não está trabalhando.

Perfil da desocupação no Piauí

No Piauí, o percentual de desocupação é maior entre os homens (9,8%). Entre as mulheres é de 8,8%. Na capital, as taxas são quase iguais – homens: 6,9% e mulheres: 6,6%. A faixa etária com maior percentual de desocupação no estado é a de 14 a 17 anos (25%), idade em que os jovens ainda estão na escola. Veja mais detalhes sobre a faixa etária: 

Piauí: 14 a 17 anos – 25,0%
18 a 24 anos – 20,6 %
25 a 39 anos – 10,1 %
40 a 59 anos – 4,5 %
60 anos ou mais – 2,8 %

Combinando a taxa de desocupação com a de subocupação por insuficiência de horas trabalhadas, a taxa do Piauí (22,9%) é maior que a nacional (16,5%). Em Teresina, é de 16,2%. O comportamento é semelhante quando combina-se a taxa de desocupação com a de força de trabalho potencial: Brasil – 16,8% / Piauí – 20,7% / Teresina – 12,2%

Perfil da ocupação

– ocupação militar ou no serviço público em todas os níveis da Federação:
Brasil – 14,5 % emprego federal / 31,7 % emprego estadual / 53,8 % emprego municipal
Piauí – 12,9 % emprego federal / 26,4 % emprego estadual / 60,7 % emprego municipal

– percentual de pessoas ocupadas que contribuíam para a Previdência Social
Brasil – 65,6%
Piauí – 43,5%

– percentual de pessoas ocupadas que não contribuíram para a Previdência Social
Brasil – 34,4%
Piauí – 56,5%

– percentual de pessoas ocupadas no setor privado com carteira assinada (exceto domésticos)
Brasil – 38,0%
Piauí – 19,2%

– percentual de pessoas ocupadas no setor privado sem carteira assinada (exceto domésticos)
Brasil – 11,4%
Piauí – 16,9%

 

Cidadeverde.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Esporte

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas