Na pior hora do ano, Palmeiras estreia na Libertadores imprimir publicado em: 01 / 03 / 2018

PalmeirasDepois de um início arrasador, com busca de recordes históricos e uma ponta de empolgação, o Palmeiras chega para a estreia na Libertadores em seu pior momento do ano. Diante do Junior Barranquilla, na noite desta quinta-feira (1), a equipe brasileira começa a busca pelo seu principal objetivo da temporada, mas com um perfil diferente do ano passado.

Se o discurso em 2017 tratava abertamente da conquista da Libertadores e até o “projeto Mundial”, em 2018 a ordem é não dar entrevistas falando sobre o tema e jogar mais do no ano passado, quando o time foi eliminado pelo Barcelona-EQU logo no primeiro mata-mata.

E nesta estreia a equipe de Roger Machado precisará jogar mais do que nos seus últimos três jogos, quando empatou com Linense e Ponte Preta e foi derrotada pelo Corinthians. Para se ter uma ideia, a nota dada pelo Footstats para o desempenho da equipe está em queda livre e foi negativa pela primeira vez na temporada no dérbi.

A atribuição é dada após a análise das estatísticas em pontos essenciais do jogo, como passes, desarmes e chutes a gol, e reforça que a equipe vive seu pior momento técnico e tático em 2018.

Soma-se ao desempenho ruim o fato de o Palmeiras estar há quatro jogos sem vencer o clássico com seu principal arquirrival. Para piorar, o pós-derrota teve um dos xodós da torcida no meio de uma polêmica.

Na segunda-feira, Jailson almoçou vendo a sua mãe sendo a principal personagem do Globo Esporte. O problema é que ela estava vestindo a camisa alvinegra, em plena Arena em Itaquera, e chegou a comemorar o gol de Clayson que fechou o placar.

A tensão no ar, gerada pela sequência sem vencer, a derrota no clássico e a pressão pela estreia causou reflexos. No último treino em solo brasileiro, o comandante fez algo raro: esconder os trabalhos da imprensa. Ninguém pôde ver quais os planos para enfrentar os colombianos.

 A principal especulação fica por conta da entrada de Thiago Santos no lugar de Tchê Tchê, para jogar ao lado de Felipe Melo e Lucas Lima. Victor Luís pode voltar a ser titular no posto que foi de Michel Bastos.

Borja, que vive um de seus melhores momentos no clube (mas ainda longe de empolgar), terá a atenção do adversário e é tratado pela imprensa local como a grande estrela do jogo.

Do outro lado, o Junior Barranquilla ocupa posição intermediária na tabela do Nacional e foi derrotado pelo Flamengo no fim do ano passado na semifinal da Sul-Americana. Seus principais jogadores são Yimmi Chará, conhecido pelas suas tranças, e Téo Gutierrez, atacante de seleção.

FICHA TÉCNICA
JUNIOR BARRANQUILLA X PALMEIRAS

Data: 1 de março de 2018, quinta-feira
Local: Metropolitano Roberto Meléndez, em Barranquilla (COL)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Enrique Cáceres (Paraguai)

JUNIOR: Mario Galán; Marlon, Rafael, Jorge e Yonattan; Victor e Ruben; Yummi, Téo Gutierrez e Yony; Luis
Técnico: Alexis Mendonza

PALMEIRAS: Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Victor Luís; Felipe Melo, Tchê Tchê e Lucas Lima; Willian, Dudu e Borja
Técnico: Roger Machado

 

uol.com

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas