Quinta, 23 de maio de 2019
86 98179 0860
Cidades

07/03/2019 às 11h00

Redação

Teresina / PI

MP investiga denúncia de vereadores contra Ronaldo Gomes
O promotor ainda explicou que “a falta injustificada e o retardamento indevido das requisições poderão implicar a responsabilidade de quem lhe der causa, sujeitando o infrator as sanções".
MP investiga denúncia de vereadores contra Ronaldo Gomes
Prefeito Ronaldo Gomes

O Ministério Público do Estado do Piauí, por meio do promotor Carlos Rogério Beserra da Silva, instaurou um inquérito civil público com o objetivo de investigar denúncia realizada por vereadores de Luzilândia contra o prefeito Ronaldo Sousa Azevedo, mais conhecido como Ronaldo Gomes.

A denúncia é referente ao uso indevido de um micro-ônibus, adquirido supostamente com recursos do Fundo Municipal de Saúde (FMS), para ser utilizado como transporte escolar municipal.

Ele então solicitou que o prefeito Ronaldo Gomes encaminhe cópia integral do procedimento licitatório que resultou na aquisição do veículo micro-ônibus M. Benz/Mascarella, Granmicro, Placa PIZ -6224, junto à empresa Enzo Caminhões Ltda., possivelmente para ser destinado à Secretaria de Saúde, bem como comprovantes das notas fiscais correlatas para a compra do referido veículo.

O promotor também pediu informações acerca da existência de motorista próprio para a condução do micro-ônibus, encaminhando sua respectiva matrícula e lotação, bem como a natureza do vínculo empregatício com a Administração Pública.

“Cabe ao Ministério Público a defesa do Patrimônio Público, notadamente a fim de apurar eventuais ilícitos que causam danos ao erário ou violação aos princípios da Administração Pública, mais precisamente atos de improbidade administrativa”, destacou o promotor na portaria de nº 08/2019, de 19 de fevereiro.

O promotor ainda explicou que “a falta injustificada e o retardamento indevido das requisições do Ministério Público poderão implicar a responsabilidade de quem lhe der causa, sujeitando o infrator a sanções civis (art.12 da Lei 8.429/1992) e penais (art.10 da Lei 7.347/1985) cabíveis”.

FONTE: Com informações do GP1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium