domingo, 26 de maio de 2019
86 98179 0860
Polícia

13/03/2019 às 15h10

Redação

Teresina / PI

Atiradores deixam mortos em escola na Grande São Paulo
Dois jovens encapuzados matam a tiros ao menos oito pessoas em escola em Suzano, incluindo alunos, antes de cometerem suicídio. Motivo do ataque ainda não foi esclarecido.
Atiradores deixam mortos em escola na Grande São Paulo
Policiais diante da Escola Estadual Professor Raul Brasil, alvo do ataque

Dois homens encapuzados abriram fogo em uma escola estadual em Suzano, na Grande São Paulo, mataram ao menos oito pessoas, incluindo alunos, nesta quarta-feira (13/03). A motivação do ataque e a identidade dos atiradores ainda não foram esclarecidas.

De acordo com informações da Polícia Militar obtidas pelo jornal Folha de S. Paulo, as vítimas incluem ao menos seis alunos e dois funcionários da escola, e há ao menos outros dez feridos. O portal G1 afirma que as oito vítimas ainda não foram identificadas e que 23 feridos foram socorridos.

Segundo a Polícia Militar, os atiradores, que aparentavam ser dois adolescentes, cometeram suicídio após abrir fogo na Escola Estadual Professor Raul Brasil, no centro de Suzano. Testemunhas no local afirmam que o ataque ocorreu pouco depois do início das aulas.

A PM informou que policiais se dirigiam para atender outra ocorrência nas proximidades mas acabaram entrando na escola após ouvirem gritos dos alunos, pouco antes dos atiradores cometerem suicídio.

De acordo com o Censo Escolar de 2017, a escola estadual Raul Brasil tem 358 alunos que estudam entre o 6º e o 9º ano do ensino fundamental e outros 693 que frequentam o ensino médio.

Além da presença dos policiais, que contam com dois helicópteros que sobrevoam a região, também foram enviadas ao local unidades do Corpo de Bombeiros  e do Samu. O governador do estado, João Dória, também se encaminhou para a escola.

O último ataque a tiros ocorrido numa escola no Brasil teve lugar em Goiânia, em outubro de 2017. Na ocasião, um aluno de 14 anos matou a tiros dois colegas e deixou outros quatro feridos. Filho de policiais militares e alvo de bullying, o adolescente usou uma pistola da mãe.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium