Quinta, 23 de maio de 2019
86 98179 0860
Geral

13/03/2019 às 15h14

Redação

Teresina / PI

Tribunal mantém absolvição de professor acusado matar travesti Makelly Castro
No primeiro julgamento, Conselho de sentença considerou que o acusado foi o autor do delito, mas optou pela absolvição. Ministério Público recorreu e justiça manteve a decisão anterior.
Tribunal mantém absolvição de professor acusado matar travesti Makelly Castro
Advogado de defesa diz que a decisão da justiça foi a mais correta — Foto: Lorena Linhares/G1

O Tribunal de Justiça do Piauí manteve a decisão e absolveu professor Luís Augusto Nunes apontando pelo Ministério Público do Piauí como o autor da morte da travesti Makelly Castro. O julgamento do recurso foi realizado na manhã desta quarta-feira (13), na 2ª Câmara Especializada Criminal. Esse foi o primeiro caso a ir a júri popular por motivações homofóbicas no estado.

Na época, o Ministério Público recorreu da decisão do julgamento realizado em outubro de 2017, por considerar estranho o conselho de sentença, responsável por decidir se o acusado seria culpado ou inocente, ter reconhecido a autoria do crime, mas ainda assim optar pela absolvição.

O desembargador Joaquim Santana foi o relator do processo e decidiu pela absorção do professor. Para o advogado de defesa, Gilberto Ferreira, foi a postura mais correta da justiça.

“O Tribunal de Justiça fez um julgamento técnico e agiu de forma correta a decisão do julgamento anterior. Agora só resta a sociedade lutar para afastar o preconceito contra a negritude, porque Luis Augusto foi apontado como autor deste crime e levado a júri popular por ser negro”, declarou do advogado de defesa.

A travesti Makelly Castro foi assassinada no dia 18 de julho de 2014. O professor foi acusado de homicídio qualificado por emprego de meio cruel. O corpo da vítima foi encontrado com muitos hematomas no bairro Distrito Industrial, Zona Sul de Teresina, apenas com roupas íntimas.


FONTE: G1 Piauí

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium