Quarta, 21 de novembro de 2018
86 98179 0860
Política

08/11/2018 às 07h32 - atualizada em 08/11/2018 às 21h33

Redação

Teresina / PI

Novo governo busca veteranos para viabilizar reforma da Previdência
Na avaliação de um ministro do governo Temer, o movimento terá condições de contornar as resistências do Congresso à reforma se o presidente e seu sucessor agirem juntos e às claras.
Novo governo busca veteranos para viabilizar reforma da Previdência
O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) e o presidente Michel Temer durante reunião para tratar do processo de transição do governo. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

A equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) começou a se mexer para viabilizar a aprovação de uma reforma da Previdência ainda neste ano, antes da posse do novo governo. O futuro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), recrutou um grupo de deputados influentes da velha guarda da Câmara para articular a votação. Eles avaliam alternativas para conciliar o projeto enviado pelo governo Michel Temer (MDB) ao Congresso e as propostas em estudo na equipe de Bolsonaro.

Temer e Bolsonaro discutiram o assunto no encontro que tiveram nesta quarta (7) no Palácio do Planalto. Uma das possibilidades seria propor mudanças nas aposentadorias que não dependam de emenda constitucional e possam ser aprovadas mais facilmente na Câmara.

Outra hipótese seria o presidente eleito aproveitar sua condição de deputado federal e apresentar ele mesmo um substitutivo ao projeto do governo Temer, dando peso à iniciativa. Uma alternativa seria seu filho Eduardo, que também é deputado, assinar a proposta.

Na avaliação de um ministro do governo Temer, o movimento terá condições de contornar as resistências do Congresso à reforma se o presidente e seu sucessor agirem juntos e às claras.

O grupo mobilizado pela equipe de Bolsonaro inclui parlamentares que estiveram à frente da campanha pelo impeachment de Dilma Rousseff (PT) e que não se reelegeram neste ano. Aliados do presidente eleito dizem que eles poderão ocupar cargos no futuro governo.

FONTE: Painel - Folha de S. Paulo

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium