Quinta, 27 de junho de 2019
86 98179 0860
Cidades

08/01/2019 às 14h47 - atualizada em 09/01/2019 às 08h09

Redação

Teresina / PI

Passagem de ônibus passa a R$ 3,85 a partir do dia 10 de janeiro
O decreto ainda não foi assinado, mas a informação já foi antecipada pela assessoria de Comunicação da Prefeitura de Teresina.
Passagem de ônibus passa a R$ 3,85 a partir do dia 10 de janeiro

A passagem de ônibus do transporte coletivo de Teresina será reajustada de R$ 3,60 para R$ 3,85 (a inteira) e de R$ 1,15 para R$ 1,28 (a meia) - reajustes de 6,9% e 11,3%, respectivamente.

O novo valor entra em vigor na próxima quinta-feira, 10 de janeiro. O decreto de nº 18.230/2019 foi assinado pelo prefeito Firmino Filho nesta terça-feira (8).

O reajuste no valor da tarifa do transporte coletivo começou a ser discutido em dezembro do ano passado, quando o Conselho Municipal de Transportes de Teresina se reuniu e apresentou a proposta de fixar os novos valores das passagens em R$ 4,02 (inteira) e R$ 1,28 (meia).

Os valores sugeridos pelo conselho, porém, desagradaram os usuários, que se queixam de deficiências no transporte público da capital, como a deterioração de parte da frota, a quantidade reduzida de veículos em circulação, dentre outros pontos.

Segundo a prefeitura, o conselho propôs os valores de R$ 4,02 e R$ 1,28 para que o município não precisasse subsidiar o transporte público.

“Buscamos, dentro do orçamento, uma forma para que pudéssemos minimizar essa carga sobre a população. A tarifa estudantil se mantém inferior a meia passagem. Já estamos mantendo isso há cinco anos, para facilitar especialmente a carga financeira nos ombros das famílias que têm crianças e adolescentes na escola", afirmou o prefeito Firmino Filho, por meio de sua assessoria de comunicação.

Segundo dados do Conselho Municipal Transportes de Teresina, o aumento foi necessário por conta do incremento no valor dos insumos, como o óleo diesel, dentre outros fatores, como o reajuste do salário mínimo, que deve levar ao aumento nas remunerações dos funcionários das empresas do setor, e, ainda, à elevação dos custos com aquisição e manutenção dos veículos.

Além disso, de acordo com a PMT, foi detectada uma queda na quantidade passageiros que usam o sistema, tanto dos pagantes (-13,4%) quanto do total de passageiros (-9,7%).

De acordo com o titular da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), Carlos Augusto Daniel Júnior, todos esses fatores devem ser considerados ao estabelecer os valores das passagens.

O gestor diz que a prefeitura vem trabalhando para garantir melhorias no transporte público da capital. “Atualmente, estamos finalizando a construção dos corredores exclusivos de ônibus e dos terminais de integração. A nossa expectativa é de que até o final do ano todo o sistema de integração esteja funcionando", garante Carlos Daniel.

FONTE: Portal O Dia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium