Sábado, 16 de fevereiro de 2019
86 98179 0860
Esportes

04/02/2019 às 14h30

Redação

Teresina / PI

Deyverson irrita diretoria, técnico e time do Palmeiras
O atacante foi expulso porque cuspiu na cara de Richard e conseguiu ser criticado por todos: torcida, diretoria, elenco e comissão técnica.
Deyverson irrita diretoria, técnico e time do Palmeiras

Deyverson será chamado para a sala da diretoria na terça-feira (5), na reapresentação do Palmeiras após a derrota para o Corinthians por 1 a 0 no último sábado (2), em pleno Allianz Parque. O atacante foi expulso porque cuspiu na cara de Richard e conseguiu ser criticado por todos: torcida, diretoria, elenco e comissão técnica. Além disso, ele também pode ser punido com até 12 jogos de gancho.

O primeiro reflexo de insatisfação foi visto na coletiva de Luiz Felipe Scolari. Em sua entrevista, o treinador disse que o atleta poderia ser expulso "três vezes" se tivesse cuspido na cara do rival. No passado, o comandante já havia demonstrado bastante irritação com a conduta de seu homem de área: ele foi expulso cinco vezes desde a sua apresentação e já teve a "orelha puxada" em todas elas.

Mais de uma vez, Felipão foi a público e não poupou críticas ao artilheiro. Em uma ocasião, chegou a dizer que "ele tomava atitudes que não pegam bem dentro e fora de campo". Na época, o atacante recebeu conselhos até mesmo de jogadores de times rivais, como Fred, do Cruzeiro.

A diretoria também ficou bastante irritada com a atitude de Deyverson. Há os que defendam atitudes drásticas, como o afastamento definitivo até que ele seja negociado com outro interessado, mesmo admitindo o risco de prejudicar "um ativo do clube". Sua negociação foi fechada em torno de R$ 20 milhões a pedido de Cuca.

Existe outra ala que sugere multa pesada no salário e que cita dois argumentos contra uma punição mais dura: se afastasse, o time precisaria continuar a pagar os vencimentos que chegam a quase R$ 350 mil só em carteira; além disso, o elenco perderia a vaga de inscrição na primeira fase do Paulista, uma vez que o regulamento não permite trocas sem justificativa médica.

Deyverson também foi criticado por colegas de elenco. Com ótimo relacionamento com a maioria dos jogadores, ele foi repreendido ainda no vestiário e admitiu que errou. Nas suas redes sociais, pediu desculpa ainda no fim de semana.

O arrependimento não foi o suficiente para que torcedores perdoassem o "Menino Maluquinho". Palmeirenses passaram as últimas horas xingando o autor do gol do deca. Há, no máximo, os que defendem que Deyverson também foi agredido antes de desferir a cusparada.

FONTE: Uol

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium