Obras são retomadas na Avenida Poti após reclamação de moradores imprimir publicado em: 14 / 03 / 2017

avenida potiObras em trechos esburacados foram retomadas na Avenida Poti, na região da grande Santa Maria em Teresina, e devem ser concluídas no início do mês de julho. Com o retorno dos serviços, ocorrerá a diminuição da água acumulada no local e evitará transtornos à população que transita pela via.

Na semana passada, moradores da região denunciaram os prejuízos causados pela obra inacabada. O superintendente da SDU Centro/Norte, José João Braga, explicou que estão sendo feitos serviços de drenagem para que as águas das chuvas não se acumulem mais no local.

“Inicialmente, estão sendo feitos serviços de drenagem superficial, com aberturas laterais para o escoamento da água que geralmente fica acumulada durante as chuvas. Além disso, os buracos estão sendo tapados pela empresa enquanto os serviços de drenagem estão sendo executados”, explicou.

A parte relativa a asfaltamento da área que ainda falta ser finalizada deverá ser executada após o período chuvoso. Para a conclusão da duplicação da avenida, falta a realização de serviços em, aproximadamente, 400 metros de extensão, o que corresponde a 10% da obra.

De acordo com o engenheiro da obra, Paulo Afonso, a paralisação das obras se deu por contas das desapropriações que foram necessárias e por atrasos no repasse de recursos por parte da Prefeitura Municipal de Teresina.

A Obra

A duplicação da Avenida, que inicia logo após a ponte Mariano Gayoso Castelo Branco e segue até a Avenida Ministro Sérgio Motta, possui ao todo 5,3 km de extensão e a obra inclui a construção de ciclofaixas, corredor exclusivo para ônibus, calçadas, canteiro central e iluminação.

Com a obra a avenida passa a ter pistas de rolamento com faixa central exclusiva para ônibus e passeio para pedestre na parte central e nas laterais. O projeto inclui ainda a acessibilidade e melhoria na drenagem daquela área com a implantação de bueiros.

Os recursos investidos estão na ordem de R$ 11 milhões oriundos de convênio com a Caixa Econômica Federal e cerca de R$2,5 milhões referente a contrapartida do Município.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas