Polícia apreende cimento que seria usado para compra de votos no PI imprimir publicado em: 30 / 09 / 2016

Na tarde dessa quinta-feira (29), o Ministério Público Eleitoral, com auxílio do GAECO/MPPI, a Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Civil do Piauí flagraram suposta distribuição de cimento em Inhuma, cidade do Piauí localizada 239 Km ao sul de Teresina, capital do Estado.

cimento

Após denúncia de populares através do aplicativo “PARDAL”, realizada a coleta de mais informações, a Justiça Eleitoral atendeu a solicitação do Ministério Público e emitiu mandado de busca e apreensão no imóvel onde aconteceu a ação.

No local foram encontrados 390 sacos de cimento,vergalhões, tábuas e outros materiais diversos. A casa estava alugada para um homem que foi identificado como pai de um candidato a vereador do município.

Averiguações permitiram constatar que o imóvel tinha sido alugado no dia 12 deste mês (setembro/2016) e a carga tinha chegado lá no dia 21, levando a crer que o aluguel se deu para o recebimento e distribuição do material. Além disso, nenhum dos responsáveis pela casa tem atividade de comercialização de material de construção.

A partir de agora, o Ministério Público vai instaurar Procedimento Investigatório Criminal para levantar indícios de autoria e materialidade capazes de subsidiar a Ação Penal.

Nomeada de “Operação Vota Inhuma” a ação mostra a integração das forças públicas no combate aos crimes eleitorais, o que deve seguir por todo o período. O nome da Operação é uma mensagem de convite a todos para o voto livre e consciente.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Esporte Uniao

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas