Operação prende prefeito por corrupção e fraude no Sul do Piauí imprimir publicado em: 14 / 07 / 2016

Delano

Prefeito Delano Parente

O prefeito de Redenção de Gurguéia, Delano Parente (PP) foi preso durante operação do Gaeco coordenada pelo Ministério Público com apoio da PRF, PC, PM, TCE e CGU. Ao todo estão sendo cumpridos 30 ordens judiciais, sendo oito mandados de prisão preventiva, oito mandados de prisão temporária, três mandados de condução coercitiva e 11 mandados de busca e apreensão.

A operação visa combater fraudes em licitações. As investigações apontaram a existência de fortes indícios de fraudes em licitação, com superfaturamento de preços, emissão de notas fiscais frias, utilização de empresas de fachadas e lavagem de capitais.

Os mandados judiciais estão sendo cumpridos em Teresina e no Sul do Piauí.

“Há ordem judicial a ser cumprida também contra vereador e não somente em Redenção do Gurguéia, mas em Bom Jesus e outros municípios. Os investigados que tiverem foro privilegiado e curso superior serão trazidos para a Capital. Os demais ficarão em presídios no interior do Estado”, disse o secretário de Segurança, Fábio Abreu.

arma

Além de Delano Parente-  acusado de fraude e corrupção em processo de licitação na cidade- foram presos seu pai e empresário do ramo de construção, Audemes de Sousa Nunes ( atual secretário de infraestrutura) e Romário Alves de Figueiredo (presidente da comissão de licitação nos anos de 2013-2016).

A operação ainda está em andamento e mais investigados podem ser presos.

Neste momento, a promotora de Justiça Gilvânia Alves Viana, que atua na cidade de Corrente, está na prefeitura de Redenção do Gurguéia apreendendo documentos e computadores em cumprimento a ordem judicial.

As prisões foram autorizadas pelo desembargador Pedro de Alcântara Macêdo.

documentos

Cidadeverde.com

 


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas