Oswaldo pede calma e cobra Corinthians agressivo no final do ano imprimir publicado em: 20 / 10 / 2016

oswaldoOswaldo de Oliveira amargou a sua primeira eliminação menos de uma semana após sacramentar o retorno ao Corinthians. Fora da Copa do Brasil com a derrota por 4 a 2 para o Cruzeiro, na quarta-feira, no Mineirão, o técnico tentará recuperar o ânimo da equipe para amenizar a temporada ruim com uma classificação para a Copa Libertadores da América por meio do Campeonato Brasileiro.

“Filho, não tem nem uma semana que estou aqui”, lamentou Oswaldo, quando questionado se o Corinthians já tinha a sua cara. “A cara é de ter paciência para trabalhar e tranquilizar as coisas. A gente está identificando tudo. É preciso ter calma. Com o tempo, procuraremos intensificar situações para evitar novas falhas”, acrescentou.

As falhas notadas por Oswaldo diante do Cruzeiro não foram apenas defensivas. O técnico exige que o Corinthians tenha mais ímpeto diante de Flamengo, Chapecoense, São Paulo, Figueirense, Internacional, Atlético-PR e Cruzeiro, os últimos adversários de 2016.

“Vamos trabalhar bastante. Vejo potencial para melhorarmos e vencermos a maioria das partidas que ainda temos pela frente. Nesses sete jogos, queremos dar mais agressividade à equipe. Ainda falta um pouco disso ao Corinthians, ser mais agressivo na marcação, ser mais agressivo na chegada à área adversária”, cobrou.

Sem agressividade, o Corinthians caiu bastante no Brasileiro, ocupando atualmente a sétima colocação, com 48 pontos ganhos. Os seis primeiros avançarão à Libertadores – a Conmebol concedeu duas vagas extras aos clubes brasileiros no decorrer do campeonato.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas