Penitenciária de Pedrinhas, no MA, é ignorada em programas de candidatos imprimir publicado em: 01 / 08 / 2014

pedrinhasPivô de uma crise na segurança pública no Maranhão, o Complexo Prisional de Pedrinhas, em São Luís, é ignorado nos planos de governo dos seis candidatos ao Executivo das eleições de outubro.

No ano passado, 60 presos foram assassinados dentro do complexo alguns com decapitação, o que levou a intervenção da Polícia Militar e da Força Nacional de Segurança, que passaram a tomar conta dos presídios.

No programas de governo dos candidatos, registrados na Justiça Eleitoral, há poucas citações de obras e políticas públicas para o sistema prisional. A maioria das promessas conta com recursos ou medidas necessários que deverão vir da União.

Candidato apoiado pela governadora Roseana Sarney (PMDB), Edson Lobão Filho (PMDB) promete criar 3.000 vagas no sistema prisional do Estado, “em parceria com o Governo Federal”. O candidato também promete concluir as “obras em andamento” e fazer novas unidades penitenciárias.

Outra proposta é garantir “tratamento diferenciado aos detentos, de acordo com a natureza e gravidade do delito”, garantir a aplicação de direitos humanos e programas de ressocialização e estimular a aplicação de penas alternativas.

uol.com

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas