Perdão de Chael evita punição a Spider por ombrada na pesagem imprimir publicado em: 10 / 07 / 2012

chael e silva

Vaselina no corpo não impediu que Anderson Silva fosse derrubado no primeiro round

O perdão de Chael Sonnen foi de fundamental importância para Anderson Silva não ser punido e multado pela Comissão Atlética de Nevada por conta da ombrada que deu no americano na encarada pós-pesagem, na última sexta-feira, véspera do UFC 148.

Após o episódio, o presidente da comissão, Skip Avansino, e o diretor executivo, Keith Kizer, conversaram com Sonnen, e o desafiante disse que Anderson não deveria ser punido.

– Ele (Sonnen) foi muito honroso com Anderson, talvez mais do que precisava ser – revelou Kizer ao site “MMAFighting”.

Sonnen, Kizer e Avansino perdoaram o Spider pelo ocorrido, mas a comissão de Nevada está de olho no brasileiro. Se um episódio como aquele se repetir, Anderson pode até mesmo ser impedido de lutar em Las Vegas (EUA), principal reduto do UFC nos Estados Unidos.

– Eu disse a ele (Anderson) que, se alguma vez fizer algo assim de novo, não será convidado para lutar em Nevada novamente – disse Keith Kizer.

O diretor executivo não escondeu sua insatisfação com o campeão ao falar também sobre a falta de fair play do Spider durante a luta de sábado. Anderson foi flagrado passando no corpo parte da vaselina que estava em seu rosto, artimanha para dificultar ser agarrado e derrubado pelo adversário. Kizer revelou que a atitude do brasileiro foi “mais flagrante do que o esperado” e que Lorenzo Fertitta, um dos sócios da empresa que gerencia o UFC, foi quem ordenou que o árbitro Yves Lavigne passasse uma toalha para limpar o lutador.

– Se as próximas lutas de Anderson Silva não acontecerem em Nevada, não vou ficar incomodado – disse Kizer, chateado.

Na luta em si, no sábado, Anderson Silva venceu Chael Sonnen por nocaute técnico no segundo round e manteve o cinturão dos médios do UFC.

sportv

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas