Piauí é o 4º Estado em desmatamento da Mata Atlântica imprimir publicado em: 30 / 05 / 2017

O desmatamento da Mata Atlântica cresceu quase 60% entre 2015 e 2016, segundo um levantamento do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), e o Piauí é um dos estados que mais perdeu a mata nativa do bioma. Os dados, divulgados pela Fundação SOS Mata Atlântica, mostram que o Estado teve 3.125 hectares da vegetação destruídos em apenas um ano.  O número é 7% maior que o observado entre 2014 e 2015, em que o Estado desmatou 2.926 hectares.

mata atlantica

Nos números do desmatamento, o Piauí fica atrás apenas da Bahia, que liderou a destruição da Mata Atlântica, com de 12.888 hectares perdidos, Minas Gerais, que desmatou 7.410 hectares, e Paraná, que perdeu 3.453 hectares do bioma entre 2015 e 2016.

No Piauí, os maiores desmatamentos ocorreram em Manoel Emídio (1.281 hectares desmatados), Canto do Buriti (641 hectares) e Alvorada do Gurgueia (625 hectares). Estes três são municípios limítrofes entre si e próximos ao Parque Nacional da Serra das Confusões. Esse é o quarto ano consecutivo que o Atlas da Mata Atlântica registra um padrão de desmatamento nessas cidades piauienses que ficam localizadas em uma importante região de fronteira agrícola e que concentra a produção de grãos. Manoel Emídio, Canto do Buriti e Alvorada do Gurgueia compõem ainda a área de transição entre a Mata Atlântica, o Cerrado e a Caatinga.

Mata de Restinga

O Atlas da Mata Atlântica mostra ainda o cenário geral do desmatamento da mata de restinga, ou seja, a vegetação que pode ser encontrada próxima às praias, cordões arenosos, dunas e depressões. De acordo com os dados do levantamento, o Piauí também aparece como o segundo estado do país que mais suprimiu a mata de restinga, com 244 hectares deste tipo de vegetação desmatados somente entre 2015 e 2016.

Com este número, o Piauí aparece à frente de Santa Catarina (199 hectares), Bahia (64 hectares), Sergipe (50 hectares), São Paulo (32 hectares), Rio de Janeiro (29 hectares), Paraná (14 hectares) e Rio Grande do Norte (6 hectares). Apenas o Ceará, com 788 hectares, desmatou mais mata de restinga que o Piauí durante o período observado.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas