Piauí registra aumento de 716% nos casos de chikungunya em 6 meses imprimir publicado em: 11 / 08 / 2016

DengueO último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi) apontou um aumento de 716% nos casos notificados de chikungunya no estado. O número corresponde a 2.081 casos da doença transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti, que também é vetor das doenças dengue e zika. Desses, o número de casos confirmados por exames laboratoriais chega a 736.

Segundo dados da Fundação Municipal de Saúde (FMS), em Teresina, esse número também aumentou consideravelmente. Em comparação com o ano passado, que registrou dois casos confirmados de chikungunya, em 2016 esse número já chega a 35.

Por outro lado, os casos notificados de dengue tiveram uma redução de 33,6%. Em todo o Piauí, foram 4.760 casos contra 7.170 no ano passado.

Já sobre os casos de microcefalia, o boletim da Sesapi mostra que foram notificados 181 casos da doença este ano. Destes, 93 foram confirmados, sendo dois deles relacionados ao zika vírus. Além disso, dos 181, onze seguem em investigação e 77 já foram descartados.

Até o início deste mês, o Piauí já contabiliza 338 casos prováveis de zika víruis, sendo cinco confirmados. Uma reunião realizada na quarta-feira (10) entre membros da Sesapi discutiu ações que poderão ser tomadas para o controle das doenças.

Em Teresina, uma das políticas públicas de combate aos criadouros do mosquito Aedes aegypti, principal transmissor das três doenças, é o Faxina nos Bairros. Desde que foi lançado em dezembro de 2015, as operações já recolheram 4.145 toneladas de lixo das quatro zonas da cidade.

A FMS informou que a próxima faxina acontece no sábado (13), no Residencial Manoel Damásio, Zona Sul de Teresina.

Medidas de prevenção
A reprodução do mosquito Aedes aegipty acontece sempre em água limpa e parada em reservatórios como caixas d’água, calhas, ralos, vasinhos de plantas, garrafas viradas com a boca para cima.

Por isso, é preciso que a população mantenha o ambiente de suas residências e locais de trabalho sempre limpos, impedindo que o mosquito se prolifere.

Portaldaclube


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas