Polícia Militar deflagra operação “Mandacaru” em Teresina imprimir publicado em: 11 / 08 / 2017

operacaoA Polícia Militar deflagrou nesta sexta-feira (11) a Operação Mandacaru, por tempo indeterminado, para reforçar a segurança nas ruas de Teresina. A ação visa coibir especialmente o porte ilegal de armas de fogo, furto e roubo de veículos, além do tráfico de drogas.

De acordo com o coordenador geral de operações da PM, coronel Alberto Meneses, a operação irá reforçar o policiamento em duas áreas de Teresina, com base em dados estatísticos. A ação será feita através de abordagens e saturação nas áreas, com mobilização permanente.

“Para este reforço, nós compramos as folgas dos policiais, por isso é um policiamento extra, com 50 policiais a mais diariamente nas ruas. O diferencial é que o próprio Comando Geral vai trabalhar esta operação, com o recrutamento dos oficiais de folga daquela área. Esperamos com isto um efeito bem mais positivo, do que aquelas operações nas quais utilizamos policiais de órgãos públicos”, declarou Alberto Menezes.

O coronel Paulo de Tarso, coordenador de policiamento metropolitano 2, que abrange as Zonas Norte e Centro da cidade, frisou que a estatística oferecida pela Secretaria de Segurança vai nortear onde as equipes irão atuar. A partir dos dados, a Polícia Militar também terá acesso aos mandados de prisões em aberto de cada área, para que eles possam ser cumprido.

“Vamos utilizar pontos de bloqueios, com a saturação nas áreas. Dessa maneira, mesmo operacional diário será mantido, além do policiamento extra”, pontuou Paulo de Tarso.

Outra área contemplada com o reforço é a Metropolitana 1, que abrange as Zonas Leste, Sudeste e Santa Maria da Codipi. Para o coordenador de policiamento da região, coronel Wagner Torres, a expectativa é transmitir uma sensação de segurança maior a sociedade teresinense.

“A polícia trabalha hoje de forma técnica e científica, baseado em dados estatístico. Iremos empregar a nossa tropa de folga onde o índice de criminalidade está bastante elevado”, disse o coordenador.

O secretário estadual de segurança, Fábio Abreu, acrescentou que as estatísticas vão apontar as ocorrências e os seus horários. Para isso, ele lembrou da importância das pessoas registrarem os boletins de ocorrências para que se tenha este levantamento.

“É importante destacar que esta é uma ação complementar, não estamos desfazendo aquelas que já temos e sim acrescentando mais fiscalização nos bairros, principalmente nos locais de maiores incidências. Serão mais 20 pontos de bloqueios”, comentou Fábio Abreu.

Portaldaclube

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas