PMDB vai ao Karnak apressar criação da Fundação Hospitalar imprimir publicado em: 16 / 03 / 2017

O Governo do Estado está articulando a criação da Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh), que será responsável pela gestão dos hospitais estaduais. A matéria já foi aprovada, na terça-feira (14), na Assembleia Legislativa do Piauí, e deverá seguir para sanção do governador.

pmdb

A Fundação Hospitalar ficará vinculada à Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) e tem como objetivo melhorar a capacidade gerencial e os serviços prestados pelos hospitais do Estado, consagrando uma divisão do trabalho entre a Sesapi e a Fepiserh, cuja gestão ficará a cargo do deputado estadual Pablo Santos.

De acordo com o secretário de Governo, Merlong Solano, a Sesapi continuará sendo a gestora macro do sistema estadual de saúde e responsável pelo planejamento estratégico, definição dos objetivos de médio e longo prazo, dos grandes investimentos e das campanhas de prevenção e de vacinação. A gestão administrativa dos hospitais ficará a cargo da Fepiserh: compras, manutenção, serviços de hotelaria, etc.

“Hoje, os serviços hospitalares do Estado estão descentralizados, ficando a cargo de cada unidade deliberar sobre a gestão do hospital. A criação da Fundação Hospitalar tem o objetivo de otimizar os processos de aquisição dos insumos e equipamentos, executando licitações cujo objeto da compra será distribuído para todos os hospitais, a fim de, negociando a compra em maiores quantidades, conseguir preços mais vantajosos junto aos vendedores”, ressaltou Merlong.

Solano acrescenta que, “além da agilidade no atendimento, a divisão dos trabalhos garantirá o acompanhamento mais efetivo dos estoques e a redistribuição de medicamentos e equipamentos de uma unidade hospitalar para outra sempre que necessário”.

O secretário explicou que o Brasil já conta com uma empresa nos mesmos moldes da Fepiserh, que é a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), cujo trabalho no estado é reconhecido no Piauí pela gestão do Hospital Universitário. “O Brasil coleciona bons exemplos de gestão compartilhada na área da saúde, com o Piauí não será diferente”, completou o gestor.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas