Polícia identifica líder de quadrilha envolvida em roubo a carro-forte imprimir publicado em: 05 / 07 / 2018

criminoso

Polícia identifica líder de quadrilha envolvida em roubo a carro-forte em Jaicós. (Foto: Reprodução/Grande Picos)

Um homem identificado pela Polícia como Maurição do Gado é apontado como um dos líderes da quadrilha envolvida no assalto a carro-forte ocorrido na cidade de Jaicós na última sexta-feira, dia 29 de junho. Segundo o comando da Polícia Militar de Picos, Maurição é especialista em explosivos e teria sido baleado durante confronto com policiais militares.

Segundo o comandante do 4º BPM, coronel Edwaldo Viana, a quadrilha foi surpreendida em uma fazenda na zona rural do município de Francisco Santos, na região de Picos. O local seria de propriedade de Maurição do Gado. Apesar de saber a localização dos suspeitos, o coronel frisou que a Polícia está estudando estratégias para conseguir chegar aos supostos envolvidos, uma vez que a PM não pode invadir a propriedade sem um mandado judicial. A suspeita é de que 12 homens estejam escondidos no local.

O coronel Edwaldo Viana relata que a quadrilha é conhecida da Polícia e já esteve envolvida em outros crimes na região de Picos. Na abordagem policial, houve um tiroteio e cinco pessoas foram presas. Os demais assaltantes, inclusive o líder da quadrilha, teriam fugido. “Quando nós chegamos lá, eles estavam dentro do mato, em redes, quando eles perceberam nossa presença, atiraram, e também demos tiros neles. Infelizmente, o Maurição levou um tiro e conseguiu fugir”, relata o comandante.

De acordo com a Polícia Militar, um fuzil .50, arma de uso exclusivo das Forças Armadas e que é capaz de perfurar aço blindado, foi utilizada pelo grupo criminoso no assalto ao carro-forte. Para a Polícia, Maurição é o responsável por repassar o armamento com alto poder de destruição para a quadrilha.

Um plano de contingência foi articulado pela companhia de Picos, em parceria com os estados do Ceará e Pernambuco, para impedir que os assaltantes consigam adentrar os estados vizinhos após as ações criminosas. Para impedir que os assaltantes fujam para os outros estados, as fronteiras serão fechadas após qualquer incidência de crime envolvendo instituições financeiras ou carros-fortes.

portalodia.com

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas