Polícia Militar confirma público superior a 100 mil pessoas no Corso imprimir publicado em: 31 / 01 / 2016

corso 2016O número de caminhões já não é o mesmo de anos anteriores, porém a maior prévia carnavalesca do estado reuniu, mais uma vez, milhares de pessoas no entorno da Avenida Raul Lopes. Os cerca de 80 caminhões participantes do evento, nem de longe representavam a dimensão do público que compareceu, e levou para avenida alegria e  criatividade nas fantasias.

Na estimativa da Polícia Militar, pelo menos 100 mil foliões estavam presentes nesse sábado na Avenida Raul Lopes, número que é bem maior, para a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMCMC), responsável pela organização do evento. “Acreditamos que essa edição superou o público de 250 mil pessoas que esteve presente no ano passado”, avaliou o presidente da FMCMC, Lázaro do Piauí.

Com muita animação e alegria, os foliões chegaram cedo ao local do evento, mas o início do desfile dos caminhões, inicialmente previsto para as 16h30, começou depois das 19h, mesmo assim o público permaneceu na Avenida Raul Lopes. Crianças, adultos, teresinenses, turistas, a diversidade foi uma das marcas da edição desse ano do Corso.

O tão esperado desfile dos carros decorados foi aberto pelas majestades do carnaval de Teresina. O primeiro caminhão a entrar na avenida foi o caminhão acessibilidade, organizado pelo conselho municipal dos direitos da pessoa com deficiência. Após o início, os caminhões restantes desfilaram a criatividade e descontração por toda a avenida.  Alguns contavam com uma estrutura digna de grandes trio elétricos, outros optaram por uma decoração mais simples, mas a empolgação era a mesma.

Durante todo o percurso, cerca de 800 homens da polícia militar acompanharam os foliões para garantir o bom andamento do evento. Segundo o comandante de policiamento da capital, coronel Sá Júnior, o balanço dessa edição foi positivo. “O planejamento que realizamos inicialmente foi seguido, não registramos ocorrências mais graves”, afirmou.

caminhao

Apesar da mudança de perfil, com número reduzido de caminhões, a edição de 2016 serviu para comprovar que o Corso de Teresina já está consolidado no calendário de eventos do estado.  Os foliões optaram por participar do evento a pés, nada que tirasse o brilho da festa, considerada a mais importante prévia carnavalesca do Piauí.

O  presidente da  Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, Lazaro do Piauí, avalia que apesar do pouco número de caminhões inscritos, a presença do público é a prova que o Corso é um evento consolidado. “ A  prefeitura não interfere no formato do Corso, apenas cria a logística. Se o público quer vir a pé, o nosso papel é oferecer toda a estrutura necessária.  A edição desse ano serviu para provar que o Corso é a festa da família teresinense. O público compareceu, isso que importa”, comentou Lázaro do Piauí.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas