Polícia prende seis por tráfico de drogas na zona Sudeste de Teresina imprimir publicado em: 15 / 12 / 2016

Os delegados Menandro Pedro e Matheus Zanatta estão ouvindo os suspeitos conduzidos para a Delegacia de Entorpecentes. Do total de 12 conduções, seis resultaram em autuação em flagrante  os outros restantes assinaram um termo circunstancial de ocorrência (TCO) e foram liberados por não terem envolvimento com os crimes combatidos pela operação R2.

armas e drogasDe acordo com agentes da DEPRE, a Polícia Militar do Maranhão já foi informada da recuperação de uma arma da corporação pela polícia piauiense. Além da arma, foram encontrados com os suspeitos várias trouxinhas de maconha, além de uma quantia em dinheiro e um pé de maconha de 1,80 metro sendo cultivado em uma das residências alvo da ação.

Iniciada às 07h49min

O dia amanheceu movimentado nos bairros Renascença II, Alto da Ressurreição, Monte Horebe e Parque Colorado, na zona Sudeste de Teresina, onde a Polícia Civil, através da Delegacia de Entorpecentes, conduziu 12 pessoas acusadas de envolvimento com o tráfico de drogas durante a Operação R2. Pelo menos 70 policiais deram cumprimento a 14 mandados de busca e apreensão expedidos pelo juiz Luiz de Moura Correia, da Central de Inquéritos de Teresina.

A operação R2 recebeu este nome porque, segundo o delegado Matheus Zanatta, tem como alvos principais pessoas relacionadas ao tráfico de droga na região do bairro Renascença II. “Em uma das diligências, nós encontramos um pé de maconha sendo cultivado na sala de uma casa, então acreditamos que aquele local é um ponto de distribuição da droga para outros bairros da zona”, explica o delegado. Já em outra diligência, desta vez tendo como alvo uma cada no Parque Colorado, cinco pessoas foram conduzidas para a DEPRE, sendo duas mulheres, uma delas grávida.

Além do pé de maconha, a polícia apreendeu também grande quantidade de droga, que ainda está sendo pesada, e uma quantia em dinheiro oriunda do tráfico. Foram recolhidas também duas armas, sendo uma delas uma pistola Ponto 40 de propriedade da Polícia Militar do Maranhão.

As 12 pessoas presas foram encaminhadas para a sede da DEPRE onde estão sendo ouvidas para terem sua participação no esquema definida e, em seguida serem autuadas. De acordo com o coordenador da DEPRE, delegado Menandro Pedro, as prisões só foram possíveis graças às denúncias recebidas através do aplicativo DEPRE-DH.

“É um trabalho articulado a partir de informações repassadas pela própria população que acredita na polícia e sabe que daremos uma resposta à altura. Com essas prisões, nós já conseguimos evitar uma série de crimes decorrentes do tráfico de drogas como homicídios e assaltos”, diz o delegado.

portalodia.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Esporte

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas