Preso suspeito de dar apoio a bando que explodia caixas eletrônicos imprimir publicado em: 01 / 02 / 2017

pmUm homem foi preso suspeito de dar apoio logístico a criminosos especializados em assaltos a banco no Piauí. A prisão ocorreu na madrugada desta quarta-feira (1º), no bairro Mafrense, Zona Norte de Teresina. Segundo comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar, major Gilson Leite, o suspeito foi encontrado em uma residência após ser monitorado pela equipe de inteligência da PM.

“Ele era responsável pelo levantamento dos locais onde os assaltos seriam cometidos, também era função dele conseguir armamento e explosivos para a quadrilha”, informou.

A polícia continua realizados diligências com objetivo de prender mais suspeitos de envolvidos com assaltos. No sábado (28) foram presos pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), dois suspeitos de integrar quadrilha acusada de explosão a caixas eletrônicos no estado. Um dos presos é considerado pela polícia como o líder do bando responsável por ataques a equipamentos na Rodoviária de Parnaíba, Prefeitura de Picos e em uma escola particular de Teresina.

Prisões em Parnaíba

Sete suspeitos de explodir caixas eletrônicos foram presos na dia 12 de janeiro, em Parnaíba. Eles estavam em um esconderijo, descoberto após denúncias de populares.

Seis pistolas, dois revólveres, um rifle, munição e equipamentos de comunicação foram apreendidos com os suspeitos. “A maioria da quadrilha é de Teresina e estava sendo acompanhados pela polícia, entre os presos estava o jovem acusado de participar do latrocínio contra o delegado Ademar Canabrava, titular do 12º Distrito Policial”, revelou.

Na última ação, os suspeitos explodiram o caixa eletrônico da Praia do Coqueiro durante a madrugada. O caixa não estava abastecido e os bandidos revoltados atiraram contra residências e veículos que estavam no local.

Uma semana antes da virada do ano um outro caixa do Banco do Brasil foi alvo também em Luís Correia. De acordo com a Polícia Militar, pelo menos quatro pessoas em um carro participaram da ação e logo em seguida se evadiram rumo ao estado do Ceará.

“Eles renderam os vigias do shopping que fica na frente da agência e colocaram os detonadores para realizar a ação. Foi uma ação bem rápida”, informou o capitão da Força Tática de Parnaíba, Bernardo Pereira.

Portaldaclube


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Esporte

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas