Morro Cabeça no Tempo está com a sede 100% sem água imprimir publicado em: 10 / 12 / 2016

aguaO prefeito eleito de Morro Cabeça do Tempo, Antônio Carlos Batista de Figueiredo, produziu um relatório contendo imagens e denúncias que segundo ele, inviabilizam sua gestão no município que fica a 874 km de Teresina. No texto, o gestor denuncia que o município está com Distrito Policial e escolas fechadas, além de não ter estradas asfaltadas, posto de saúde sem médico e até mesmo sem água para consumo humano.

“O posto de saúde passou por uma reforma em 2014, porém, nesta gestão houveram vários conflitos entre o secretário e os médicos, e hoje o município está desligado de programas por conta de não cumprimento do dever do gestor, quanto a estadia  e alimentação dos médicos cubanos que moravam na cidade”, relatou o prefeito eleito.

tamboO prefeito denunciou que o distrito policial da cidade está fechado e que a população precisa comprar água no valor de R$ 40. Ele relata também que a situação administrativa da cidade é de caos com atraso de salários. “Vamos assumir a gestão com um mês de salário atrasado, sem pagamento de 13º dos servidores e a situação pior é de abandono, sem estradas, distrito fechado e hospital sem médico e enfermeiro”, completou.

Segundo ele, dois municípios são referência para a população de Morro Cabeça do Tempo na área da Saúde e registro de BOs, que são os municípios de Curimatá, que fica a 70 km e Avelino Lopes que fica a 60 km.

Falta de água

Há vários meses a situação da falta de abastecimento no município vem se agravando. Quatro poços tiveram as bombas queimadas e isso prejudicou a distribuição de água principalmente na zona urbana. “Estamos tendo que comprar água a R$ 40, equivalente a mil litros, o que dá para dois ou três dias, dependendo do tamanho da família.

Sobre escolas fechadas, o prefeito denuncia ainda que cerca de 12 escolas foram fechadas nos últimos quatro anos no município

Cerca de dois a três carros da operação carro-pipa do exército estão na cidade, mas ele considera insuficiente e praticamente 100% da cidade está sem água, tanto zona urbana quanto zona rural.

agua

Cidadeverde.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Biocentro

últimas