Preso acusado de estuprar a sobrinha e atentado ao pudor imprimir publicado em: 18 / 01 / 2017

acusado de estuproUm homem identificado como Antônio José do Rego Santos, que estava foragido desde 2009, foi preso nesta quarta-feira (18), por agentes da Divisão de Capturas (Dicap) da Secretaria de Segurança Pública.

Condenado em sentença proferida pelo juiz da 7ª Vara Criminal, Antônio José estava trabalhando como fiscal de loja no centro de Teresina, e, no momento da chegada dos policiais, o acusado não ofereceu resistência.

Segundo o delegado Cadena Júnior, coordenador da Dicap, Antônio José foi condenado a 30 anos de cadeia por estuprar uma sobrinha dos 8 aos 12 anos, e por atentado violento ao pudor, cometido contra a própria filha, de apenas 4 anos.

“Fizemos toda uma investigação e conseguimos localizar o Antônio em seu local de trabalho. Assim, demos cumprimento ao mandado de prisão assinado pelo Dr. Almir Tajra e encaminhamos o acusado, conforme a sentença, para o sistema prisional, onde se dará a pena de reclusão”, conclui Cadena Júnior.

Ao delegado, Antônio José alegou que não estava se escondendo da Polícia, mas estava morando num endereço diferente do que ele havia informado à Justiça na época em que foi julgado.

Cadena explica que o acusado não foi condenado por estupro de vulnerável por ter molestado a própria filha porque à época em que os crimes ocorreram o crime ainda não estava previsto na legislação. Hoje, qualquer ato libidinoso praticado com menores de 14 anos já é considerado estupro de vulnerável, mas quando Antônio José molestou a filha só era considerado estupro caso houvesse penetração, e a lei não retroage para prejudicar o réu.

Segundo o delegado, Antônio José não pode mais recorrer da pena.

portalodia.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas