Prisões e amigos bandidos: Messi tem um irmão barra pesada imprimir publicado em: 07 / 01 / 2016

MessiA ficha policial é extensa e inclui duas prisões por porte de armas e também acusações de participação em roubo, uma tentativa de agressão e ameaças físicas.

Além disso, é um especialista em criar confusões nas redes sociais e tem amigos no crime organizado de Rosario, cidade natal da família Messi.

Se Lionel carrega fama de bom moço, apesar de alguns crimes fiscais cometidos na Espanha, o mesmo não se pode falar do seu irmão Matías, 32.

Segundo dos quatro filhos do casal Jorge Horacio Messi e Celia María Cuccitini, ele coleciona problemas e a fama de ser o “irmão barra pesada” do jogador eleito por quatro vezes o melhor do mundo.

Matías trabalha com o astro do Barcelona e é uma espécie de braço direito de Lionel. A tatuagem com o rosto do camisa 10 argentino no braço esquerdo mostra bem a idolatria que tem pelo familiar mais famoso.

Críticas ao jogador são encaradas como ofensas pessoais pelo irmão, que não deixa barato e costuma respondê-las como veemência.

Figura bastante ativa nas redes sociais, disse após a derrota da Argentina na final da Copa América de 2015 que aquele país não “merece Lionel Messi”.

Também já usou o Twitter para xingar torcedores do Real Madrid que provocavam a estrela do Barça e para provocar Cristiano Ronaldo, o arquirrival do seu irmão, comparando números do argentino e do português.

Mas se as confusões de Matías Messi se limitassem às provocações e ao comportamento agressivo no mundo virtual, sua família poderia ficar mais tranquila.

Em 2011, sua casa em Rosario (Argentina) foi alvo de quatro tiros. As suspeitas é de que o atentado era um “recado” de algum mafioso local.

Afinal, Matías é próximo do mundo do crime da cidade onde cresceu. Uma imagem publicada em outubro pela revista “Noticias de la Semana” mostra ele ao lado de um grupo de traficantes e bandidos de Rosario.

A foto apresenta o grupo de uma forma bastante amistosa, no que parece ser um churrasco ou uma confraternização.

O irmão de Messi já foi detido duas vezes, ambas por porte ilegal de armas.

Em outubro do ano passado, passou algumas horas detido na delegacia em Rosario depois que uma inspeção em seu carro encontrou um revólver calibre 22 sem licença.  De acordo com a rádio Cadena 3, Matías entrou em conflito com os policiais e acabou com um corte no supercílio.

Sete anos antes, ele havia sido preso depois de um vizinho denunciar que o irmão do jogador estava andando com uma pistola na cintura. Na ocasião, foi indiciado por porte ilegal de armas.

A lista de delitos supostamente cometidos por Matías não para por aí. De acordo com o jornal “El Pais”, ele teria participado de pelo menos mais três incidentes criminais na adolescência, antes de Lionel subir para o time profissional do Barcelona e se tornar um craque reconhecido mundialmente.

Ainda segundo a publicação, o irmão de Messi foi denunciado por participação em um roubo em 2000, por uma suposta agressão em 2001 e por ter feito ameaças contra uma outra pessoa no ano seguinte.

É ou não é um cara do bem esse Matías Messi?


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas