Procon-PI notifica três agências bancárias por irregularidades imprimir publicado em: 13 / 09 / 2016

greve dos bancosA greve dos bancários completa cinco dias nesta terça-feira (13) e, após receber denúncias de clientes, as fiscais do Procon-PI (Serviço de Proteção ao Consumidor) estão percorrendo as agências bancárias de Teresina para verificar se os bancos estão funcionando com o percentual exigido por lei e se os serviços básicos estão sendo mantidos. Desde a sexta-feira (09), quando se iniciou a fiscalização, até hoje (13), quatorze agências haviam sido fiscalizadas, sendo que três apresentaram irregularidades.

O chefe da fiscalização do Procon-PI, Arimatea Arêa Leão, diz que a principal irregularidade observada nas agências era a falta de dinheiro nos terminais eletrônicos e envelopes para depósito. As mesma foram autuadas e as multas podem variar de R$ 400 mil à R$ 6 milhões. Caso não tenham solucionado os problemas no prazo determinado pelo Procon, o valor da multa será aumentado.

“Verificamos em quase todas as agências a questão dos envelopes, dinheiro, prova de vida para idoso e os cartões, e esses serviços essenciais estavam funcionando em quase todas as agências que fiscalizamos. Além disso, também estamos cobrando o funcionamento do mínimo que é pedido, que é de 30% dos funcionários, mas só começou a funcionar depois da nossa fiscalização”, destacou.

bancosA professora Lúcia Ferreira foi ao banco nesta terça-feira (13) e, apesar da agência estar com o funcionamento reduzido, ela destacou que não está tendo prejuízos com a greve. Ela citou que a reivindicação é justa para a categoria, porém, infelizmente a população acaba sendo prejudicada.

“Eles precisam fazer isso para conseguir seus direitos, o que acaba nos prejudicando. Mas de qualquer maneira é preciso ver uma solução viável para os dois lados. Eles não podem parar totalmente porque nós também precisamos pagar nossas contas, resolver algum problema interno, e ainda que eles estejam de greve, todas as minhas contas estão sendo pagas em dia”, falou.

Já a caixa de supermercado Regina Martins não está muito satisfeita com a greve dos bancários. Ela falou que se dirigiu a uma agência e que vários caixas estavam sem dinheiro, precisando se deslocar para outra agência. “A gente fica indo de caixa em caixa de agência em agência para ver se encontra algum com dinheiro, porque todo mundo está sacando e a reposição não está sendo suficiente para atender todo mundo. E nós precisamos nos desdobrar porque se pagarmos a conta com atraso pagamos juros muito alto”, finalizou a caixa.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Vale

últimas