Promotor critica aumento no valor da passagem: “É futurologia?” imprimir publicado em: 09 / 01 / 2016

Fernando SantosO Ministério Público Estadual (MP) cobrou da Prefeitura de Teresina explicação sobre o aumento no valor da passagem de ônibus na capital. O MP quer entender quais foram os cálculos feitos que justifiquem a elevação do valor da tarifa de R$ 2,50 para R$ 2,75. A PMT deve apresentar os  dados como  custos, gastos e lucros das empresas que atuam na cidade.

Na rede social Facebook, o promotor Fernando Santos ironizou o argumento apresenta pela prefeitura sobre a previsão de uma possibilidade de aumento no número de passageiros em 2016. De acordo com o promotor, o cálculo tem que ser feito com base em fatos concretos e questionou se a planilha é feita com base em “exercício de futurologia”.

fernando santos

O promotor questiona o fato da própria prefeitura não ter aceitado o valor inicial proposto pelos empresários. De acordo com a planilha apresentada, o aumento na passagem de ônibus seria de R$ 2,83 e a meia-passagem ficaria em R$ 1,18.

A prefeitura recusou e o prefeito Firmino Filho (PSDB) autorizou o reajuste de R$ 2,50 para R$ 2,75 e congelou a meia-passagem em R$ 1,05. “A prefeitura não aceitou o valor de R$ 2,83. Então ela reconhece que a passagem pode ser menor. Queremos um esclarecimento sobre isso. A prefeitura reconhece o que o MP vem argumentando há muito tempo”, declarou.

O Olho


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas