Revista afirma que CR7 pagou para mulher retirar acusação de estupro imprimir publicado em: 15 / 04 / 2017

CR7Nesta sexta-feira, a revista alemã Der Spiegel publicou que Cristiano Ronaldo teria pago R$ 375 mil dólares em 2010 a uma jovem nos Estados Unidos, para que a notícia sobre uma suposta violação sexual do português não fosse revelada.

De acordo com a publicação, o estupro teria acontecido em junho de 2009, em Las Vegas. Poucos meses depois, já em 2010, o advogado português de Cristiano Ronaldo, Carlos Osório de Castro, teria assinado um contrato pelo jogador, a fim de que o caso fosse mantido em silêncio.

Carlos Osório não quis se pronunciar sobre o caso, mas Johanes Kreile, advogado alemão de CR7, entrou em contato com o Der Spiegel, e negou todas as acusações. “As acusações devem ser rechaçadas contundentemente, porque são incorretas”, disse Kreile.

As notícias teriam sido conseguidas através de documentos do site Football Leaks, e Cristiano teria tido relações com a mulher após uma festa em Las Vegas. O acordo, com o valor de mais de um milhão de reais na cotação atual, estabeleceria que a jovem retirasse uma suposta queixa que havia feito à polícia, e entregasse o nome de todos que sabiam da história. CR7 não se pronunciou sobre o caso.

Veja o comunicado de Cristiano Ronaldo na íntegra:

O Jornal alemão Der Spiegel publica hoje uma extensa notícia sobre uma alegada acusação de violação que, segundo se refere, teria sido feita a Cristiano Ronaldo em 2009, ou seja, há cerca de 8 anos. Trata-se de uma peça de ficção jornalística.

A suposta vítima recusa ser identificada e corroborar a história. E todo o enredo se baseia em documentos não assinados e em que as partes são identificadas por códigos, em emails entre advogados que não dizem respeito a Cristiano Ronaldo e cuja autenticidade ele desconhece, e numa suposta carta que teria sido enviada pela putativa vítima, mas que ele nunca recebeu.

A reportagem do Der Spiegel é falsa e Cristiano Ronaldo agirá contra esse órgão de comunicação social por todos os meios ao seu alcance. A imputação de uma violação é uma acusação nojenta e ultrajante que não pode ficar em claro.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas