Rômulo Santiago assume preparação física e diz que Galo está pronto imprimir publicado em: 29 / 01 / 2016

preparador fisico do RiverA semana do Galo contou com mudanças no comando da preparação física do elenco, mas, nada que tenha modificado o curso do planejamento feito pela comissão técnica. O preparador físico Rildo Dionísio pediu desligamento do time por conta de problemas particulares e em seu lugar, o técnico Zé Teodoro efetivou o auxiliar Rômulo Santiago como o novo preparador físico do Galo. Rômulo, de prontidão, diz que é um enorme desafio, mas que vai abraçar com a mesma dedicação de sempre.

O preparador físico Rômulo Santiago, que veste a camisa do Galo desde 2015 como auxiliar, agora é o titular da vaga e se diz desafiado com a missão e feliz. “Eu estava desde o ano passado como auxiliar e agora apareceu esta oportunidade de mostrar meu trabalho como principal e é uma grande responsabilidade. A gente tem um grupo forte, um grupo bom. Já conheço o grupo, peguei o início do trabalho e agora é só dar continuidade e adequar as atividades com a minha metodologia de trabalho. Natural isso, cada profissional tem o seu método”, afirmou.

Rômulo Santiago, além da temporada de 2015 como auxiliar técnico do Galo na comissão de Flávio Araújo, que tinha Pedro Henrique como preparador principal, já atuou também como preparador principal no Piauí Esporte Clube, na temporada de 2014. Além disso, o novo preparador principal do Galo já fez estágio no Sampaio Corrêa e tem cursos de aperfeiçoamento junto à CBF, realizados no final do ano passado. Um currículo que o deixa credenciado a seguir com os trabalhos no time tricolor.

Há dois dias da estreia do time no Campeonato Piauiense de 2016, Rômulo avalia que o elenco tricolor está bem fisicamente e que a tendência é uma evolução natural durante a competição, com o ganho do ritmo de jogo. “Apesar do pouco tempo de trabalho a gente já nota uma evolução física, tática e tecnicamente e a gente espera corresponder dentro de campo de acordo com a filosofia do professor Zé Teodoro, a metodologia do trabalho dele. E que a gente consiga suportar os noventa minutos e consiga na nossa mais alta intensidade”, disse.

A preparação de dois times fortes (Time A e Time B) de forma igual pode fazer a diferença dentro de campo. “Na filosofia do professor Zé Teodoro, ele não se limita apenas a Time A não, ele quer o grupo todo em condições, porque quando ele for usar as peças, principalmente nesse início de competição, que vai faltar ritmo de jogo (porque a gente só ganha ritmo de jogo com jogo), então ele as peças que ele vai usar também já vão estar preparadas para entrar e não baixar o nível”, avaliou Santiago.

galo

Para este início do Campeonato Piauí, Rômulo explica que as equipes deverão estar bem niveladas e que a diferenciação só virá com o decorrer da competição. “Praticamente as equipes ainda vão se conhecendo, praticamente todo mundo começou o trabalho no mesmo período e normal que falte um pouco de ritmo de jogo. Eu acredito que vai ser uma competição bem disputada, com as equipes bem niveladas e a gente só vai conseguir ver uma diferença maior no decorrer do campeonato, nesse início é todo mundo nivelado”, finalizou.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas