Samsung tem lucro 50% maior no 4º trimestre, apesar de problema com Galaxy Note 7 imprimir publicado em: 24 / 01 / 2017

galaxyA Samsung Electronics registrou uma alta de seus lucros de 50,2% no quarto trimestre de 2016, apesar do escândalo do Galaxy Note 7, que abalou a reputação da maior fabricante de telefones do mundo.

Em um comunicado publicado nesta terça-feira (24), a empresa informou que registrou lucros no valor de 9,22 trilhões de wons (US$ 7,8 bilhões) entre os meses de outubro e dezembro.

Os lucros foram impulsionados pela área de “componentes, principalmente as memórias e os painéis de visualização”, disse a empresa, que também mencionou como causa a força do dólar.

O fiasco do Galaxy Note 7 não foi o único obstáculo enfrentado pela empresa, atingida pelo escândalo de corrupção que levou à destituição pelo Parlamento da presidente coreana, Park Guen-Hye.

No âmbito da investigação, Lee Jae-Yong, o herdeiro da casa, que representa quase um quinto do PIB da Coreia do Sul, foi interrogado, embora na semana passada o tribunal tenha rejeitado uma ordem de prisão pedida pelo Ministério Público.

“A Samsung registrou resultados sólidos, apesar da descontinuação do Note 7 na segunda metade”, indicou a empresa, na única menção ao escândalo.

A Samsung Electronics retirou no início de setembro 2,5 milhões de exemplares do Galaxy Note 7 de dez mercados quando surgiram as queixas de que as baterias de lítio explodiam durante a recarga.

Posteriormente precisou estender a medida e suspender a produção quando apareceram novos relatos informando que os telefones substitutos também se incendiavam.

O aparelho, que estava concebido para competir com o iPhone, da Apple, terminou custando à Samsung milhões de dólares em perdas, além de danos a sua imagem de marca. A Samsung admitiu na segunda-feira que foi a empresa que especificou as características que as baterias deveriam cumprir.

AFP


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas