Santos se irrita com assédio de chineses e ameaça ir à Fifa imprimir publicado em: 16 / 01 / 2016

Roma

Modesto Roma Junior avisou que só vende seus atletas pelo valor das multas rescisórias

A diretoria do Santos perdeu a paciência e está disposta a agir principalmente contra a investida dos clubes chineses. Na quinta-feira, Modesto Roma Júnior já havia alertado sobre a forma como os asiáticos estavam fazendo negócio, tratando diretamente com os atletas sem consultar os clubes. O presidente pediu uma intervenção da Fifa e esbravejou: “Alguma coisa precisa ser feita”.

Porém, ciente de que nenhuma regulamentação acontecerá a curto prazo, o time da Vila Belmiro resolveu deixar claro que não tolerará o ‘assédio oculto’ em cima de seus jogadores. Em nota oficial, divulgada na noite desta sexta, o clube ameaçou ir à Fifa contra estas instituições e promete endurecer as conversas à partir de agora.

O recado serve para qualquer clube interessado em um atleta do Peixe, mas a ameaça tem destino certo: Vanderlei Luxemburgo. O ex-técnico santista agora comanda o Tianjin Quanjian e está lutando para contratar Geuvânio. O problema é que o próprio presidente do Peixe revelou que já existe um acerto entre o atacante e os chineses antes mesmo do clube ter recebido uma proposta oficial.

Confira a nota oficial do Santos na íntegra:

Com relação ao que vem sendo noticiado nos últimos dias acerca de venda de jogadores do elenco principal do Santos FC, o Clube informa que, até o presente momento, não recebeu nenhuma oferta para transferência de qualquer de seus atletas profissionais. As especulações publicadas na mídia são infundadas.

Vale anotar que eventual clube interessado em ter, em seus quadros, um jogador hoje vinculado ao Santos FC, deverá se abster de aproximação, tratativa ou proposta direta ao atleta, o que configuraria violação ao que está previsto no artigo 17.5. do Regulamento sobre o estatuto e transferência de jogadores da FIFA. Esse artigo proíbe o assédio a jogadores que estejam sob contrato em vigor.

O Santos FC não hesitará em adotar todas as medidas diante da FIFA para preservar seus direitos e proteger seus atletas de assédios ou pressão de quaisquer terceiros visando a rescisão de seus contratos de trabalho.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas