Saúde confirma caso de H1N1 em Teresina em adolescente imprimir publicado em: 20 / 04 / 2018

saudeA Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) confirmou nesta quinta-feira (19) um caso de Gripe H1N1 em Teresina. A paciente infectada é uma adolescente de 13 anos que apresenta um quadro de comorbidade associada e pneumopatia crônica, ou seja, doença pulmonar que dura mais de três meses e mesmo com o devido tratamento, e em alguns casos, não tem cura. Ela está internada no Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

Segundo a diretora de vigilância sanitária na Fundação Municipal de Saúde, Amariles Borba, a adolescente só procurou um médico após 24 horas do início dos sintomas, o que pode ter agravado o quadro. “A cada crise de asma, o pulmão não volta ao que era antes. Ela está internada desde sábado e a situação é estável”, afirma.

A paciente está sendo medicada com Tamiflu, medicamento que reduz a proliferação do vírus da gripe influenza A e B. O Tamiflu age de três modos no corpo: ele inibie a liberação do vírus em células já infectadas, inibe a entrada do vírus em células ainda não infectadas e inibe a propagação do vírus no organismo como um todo. O efeito esperado no uso do medicamento é redução dos sinais e sintomas da gripe, da gravidade da doença e de complicações associadas à gripe.

Segundo Hérlon Guimarães, diretor de Vigilância e Atenção à Saúde da Sesapi, o caso foi confirmado laboratorialmente e foi adotado o protocolo clínico para H1N1. “Estamos disponibilizando 20.5000 unidades do medicamento, que já estão nas unidades hospitalares da rede estadual e municipal”, disse.

Não há restrição para as pessoas que convivem com a menina, pois o risco de contágio depende do sistema imunológico de cada um. “Importante é reforçar os cuidados com a higiene e a vacinação”, alerta Amariles.

A orientação para as pessoas de modo geral é que lavem bem as mãos, estendendo até o cotovelo. “Água e sabão é o mais indicado. O álcool nem sempre atinge todos os tipos de vírus”, afirma Amariles. Também se deve evitar beijar o rosto das crianças para não transmitir a elas bactérias ou vírus. “É importante ainda que as pessoas não limpem o nariz na roupa ou em um pano que ainda vá ser usado porque o vírus fica lá guardado e pode haver a recontaminação”, orienta a especialista.

Notificações

Este ano, a Fundação Municipal de Saúde notificou 39 casos suspeitos até ontem (19). Desses, 15 pacientes foram classificados como Síndrome Respiratória Grave sem identificação e cinco morreram. Quatro moravam em Teresina e uma pessoa em Barras. Outros 19 casos foram classificados Síndrome Respiratória Aguda por outros vírus respiratórios, como Parainfluenza 1, Parainfluenza 3 ou Adenovírus.

Campanha de Vacinação

A Secretaria de Estado da Saúde inicia a partir da próxima segunda-feira (23) a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza H1N1. A campanha vai até o dia 01 de junho e o Dia D é 12 de maio. Em todo o Piauí, 800 mil pessoas devem se vacinar.

A população deve procurar os postos de vacinação dos seus municípios.

Público a ser vacinado:
Pessoas com 60 anos ou mais de idade;
Crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias);
Gestantes;
Puérperas;
Trabalhadores da saúde;
Povos indígenas;
Grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais(como o caso da adolescente);
Professores das escolas públicas e privadas;
Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
População privada de liberdade;
Funcionários do sistema prisional.

portalodia.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas