Segunda fase da Lava Jato no Rio pede prisão de Eike Batista imprimir publicado em: 26 / 01 / 2017

casa

Polícia Federal entra na casa do empresário, na Zona Sul do Rio de Janeiro

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (26) a operação Eficiência, a segunda fase da Lava Jato no Rio de Janeiro.

Um dos principais alvos é o empresário Eike Batista. Foi emitido um mandado de prisão preventiva contra ele, ou seja, sem data para terminar, porém ainda não foi cumprido porque Eike não se encontra em casa.

A PF está na residência do empresário, no Rio, onde também cumpre mandado de busca e apreensão. Ele é acusado de pagar propina no governo de Sérgio Cabral (PMDB-RJ), ex-governador do estado preso na primeira fase da Lava Jato fluminense.

O juiz da 7a. Vara Federal no Rio Marcelo Bretas expediu ao todo seis mandados de prisão, quatro de conduções coercitivas e 22 de buscas. Todos os mandados são no Rio.

Folha


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas