Silas diz ter dificuldades de votar em Elmano: “Ligado ao grupo Paraíba” imprimir publicado em: 14 / 01 / 2016

Silas é pré-candidato em Teresina

Silas é pré-candidato em Teresina

O PR, partido que integra a base do governador Wellington Dias (PT), terá candidato próprio à Prefeitura de Teresina. É o que garante o presidente da sigla na capital, o deputado federal Silas Freire. Ele é pré-candidato e disputa a vaga com o médico Leonardo Eulálio.  Silas afirma que apesar de ser da base do governo teria dificuldades em votar no senador Elmano Ferrer (PTB), caso o petebista venha a ser candidato.

De acordo com o deputado, o PR irá definir o nome do candidato com base nas pesquisas de intenção de votos. “O Leonardo não me comunicou que deseja ser candidato. Apesar de ser um bom nome, conhecido tecnicamente pelo trabalho que faz em Teresina, ele não tem densidade eleitoral. Ele é uma incógnita quando se trata da capacidade de voto.  O PR tem duas opções e caberá ao partido mediante pesquisas de opinião escolher o melhor. Temos tempo”, disse.

Silas Freire disse concordar com o governador Wellington Dias que liberou os partidos da base para terem candidatos próprios, mas pediu cautela para que em um eventual segundo turno possa haver novamente união. O PT de Wellington deve lançar candidato e outras legendas aliadas como o PTB também.

“Eu vou ser candidato trabalhando para participar do segundo turno. Nesse momento os partidos devem se unir. Agora se o Elmano for o candidato da base no segundo turno tenho dificuldades de votar nele. O senador não se desligou do Grupo Claudino. Só faz o que o Paraíba quer. Tem mostrado isso no Senado”, comentou.

DIVISÃO NO PARTIDO
O médico Leonardo Eulálio é cunhado do secretário de Cidades e presidente estadual do PR, deputado Fábio Xavier. A relação entre Silas e Xavier anda estremecida e os dois chegaram a trocar acusações pela imprensa. Silas lembra que o secretário não teria sido bem votado em Teresina.

“Eu tive 45 mil votos em Teresina. O Fábio Xavier, que é cunhado do Eulálio, não teve uma votação expressiva aqui. Os dois não possuem densidade eleitoral. Agora o Leonardo é um novo. Talvez o povo de Teresina quer isso. Somente as pesquisas irão dizer”, declarou.

O Olho


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas