Sindicato reivindica mudança de edital para engenheiros na Seduc imprimir publicado em: 13 / 01 / 2016

FlorentinoO Sindicato dos Engenheiros do Piauí (Senge) encaminhou ofício à secretária estadual de educação, Rejane Dias, solicitando mudanças no edital lançado no último dia 04 para contratação de engenheiros, arquitetos e geólogos. A principal reivindicação do sindicato se refere ao valor de R$ 3.800 oferecido aos profissionais no edital.

Segundo o presidente do Senge, Antonio Florentino Filho, o edital fere a lei federal n° 9.450-A/66, que define o piso profissional dessas categorias em seis salários mínimos para a carga horária de seis horas diárias.

“Dessa forma, o Sindicato dos Engenheiros pede que seja alterado o item 5.1 para determinar como pagamento do salário/remuneração do Engenheiro, Arquiteto e Geólogo o valor correspondente a seis salários mínimos nacional, atualmente R$ 5.280”, esclarece Antonio Florentino.

O edital n° 02/2016 da Secretaria de Educação abriu processo seletivo para os cargos de engenheiro civil, engenheiro elétrico, arquiteto, geólogo, eletrotécnico, técnico ambiental e cadista do quadro provisório, com regime de trabalho de 30h, para atender as necessidades das 21 Gerências Regionais de Educação – GRE’s. As inscrições ocorrem de 11 a 22 de janeiro.

O engenheiro Florentino Filho destacou que o sindicato é o órgão representativo dessas categorias no Piauí e busca, com a medida, a devida valorização profissional, além do efetivo cumprimento da norma legal.

“A engenharia é a profissão do desenvolvimento, por isso seus profissionais precisam ser valorizados. E é isso que o sindicato busca junto à Seduc, a alteração deste edital para oferecer um pagamento dignos aos interessados na seleção”, finaliza.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas