Sinpoljuspi denuncia diretor da Casa de Custódia por agressão imprimir publicado em: 20 / 04 / 2018

O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), José Roberto, denunciou nessa sexta-feira (20), que o agente penitenciário Natanael Rego de Carvalho foi agredido no início da tarde dessa quinta-feira (19), por volta das 12h, dentro da sala da Chefia de Disciplina da Casa de Custódia, localizada na zona sul de Teresina, pelo o diretor da unidade prisional, tenente Jean Carlo Rodrigues Bezerra.

De acordo com informações repassadas por José Roberto, tudo começou quando a vítima questionou sobre uma reposição de horário. “Natanael é estudante de Direito e ele foi questionar uma escala, relativa a saída dele para a universidade no ano passado. Só que em 2017 não existia uma portaria regulamentando a reposição de horário, apesar de haver um estatuto do servidor público dizendo que tem que ter a reposição, mas cabe a unidade regulamentar isso através de portaria. Ele [tenente Jean] inventou 72h relativa as saídas deles no ano passado, e ele [Natanel] foi perguntar como ele vai pagar as 72h, já que não havia portaria. E o tenente respondeu: ‘você tem que me agradecer por eu deixar tu estudar, porque você nem direito tem’. Esse tenente tem que aprender que não é ele que faz o direito. Nisso ele chamou o agente de idiota, e o agente devolveu a palavra, ‘idiota é você”, após isso ele foi para cima do funcionário público”, contou.

“A motivação para as agressões são autoritarismo, loucura, doença por parte do senhor, diretor, tenente Jean. Nunca na história do sistema prisional aconteceu esse tipo de situação foi a primeira vez. A categoria não aceita esse tipo de situação, não nos calaremos, não aceitaremos intimidação desse tenente, que se diz matador de gente e não deixa rastro. Ele tenta intimidar os agentes, utilizando-se de sua patente. Essa agressão foi à toda a categoria, não foi só no agente”, falou indignado, José.

Paralisação

José Roberto, presidente do Sinpoljuspi, revelou que está mobilizando toda a categoria para paralisarem as atividades a partir da madrugada dessa segunda-feira (23) na Casa de Custódia. “O estado do Piauí poderá botar a força pública possível, mas não irá intimidar nossa categoria. Não pararemos, enquanto o estado do Piauí não retirar, não destituir esse bandido [tenente Jean] que está afrete da Casa de Custódia. Se ele faz isso com um servidor público, imagine o que ele está fazendo com os presos”, finalizou.

Sejus

A Secretária de Justiça do Estado do Piauí (Sejus) informou que o fato foi um desentendimento pessoal entre eles [Jean e Natanael], e não institucional, mas como foi no ambiente de trabalho será verificado. A Sejus vai ouvir ambos os lados.

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas