Sobe para 35 as famílias desabrigadas por conta da chuva em Teresina imprimir publicado em: 14 / 02 / 2017

casa

Casa na Vila da Paz apresenta rachaduras e corre o risco de ruir a qualquer momento. Moradores foram orientados a sair do local

O número de famílias desabrigadas em decorrência das fortes chuvas que têm caído em Teresina nos últimos dias já subiu de 25, nesta segunda-feira (13), para 35 no dia de hoje (14), de acordo com a Defesa Civil do Município. As situações mais graves estão concentradas na Vila da Paz, onde várias casas ameaçam desabar após a queda de um muro, e no povoado Taboca do Pau Ferrado, onde pelo menos 20 famílias tiveram suas casas alagadas no fim de semana.

A Defesa Civil vem monitorando essas localidades e trabalhando para retirar as famílias das zonas de risco. No entanto, alguns moradores resistem a deixar as residências, conforme pontua o tenente Sebastião Domingos. “A partir do momento em que o risco de danos sobe para médio, nós já avisamos as famílias e pedimos que comecem a procurar outro local, mas esse processo de convencimento ainda é trabalhoso. Mesmo com o risco alto, as pessoas acabam resistindo e permanecem no local”, explica.

Ele alerta que as construções erguidas sobre terrenos com irregularidades físicas, como encostas de morros, estão mais propensas ao desabamento. Casas próximas a galerias também apresentam mais riscos de alagamentos, como o ocorrido na Taboca, onde as 20 residências invadidas pela água ficavam próximas ao um córrego que teve seu curso interrompido pela construção de um muro.

Problemas no trânsito

Além das áreas monitoradas pela Defesa Civil, o trânsito de Teresina também ficou um pouco comprometido com as chuvas dos últimos dias. Na Avenida Raul Lopes, por exemplo, uma cratera de cerca de 10 metros de extensão toma duas faixas da via no sentido Norte-Sul. O buraco foi aberto pela Agespisa para fazer reparos na tubulação, mas com a água da chuva, a pavimentação no local acabou cedendo, causando novamente o rompimento dos canos e o aumento da cratera. Motoristas que passam pelo local podem usar apenas uma via e precisam redobrar os cuidados para evitar acidentes. A Agespisa informou que já está trabalhando para fechar o buraco.

Assistência

A Secretaria Municipal do Trabalho e Assistência Social (Semtcas) está atendendo 38 famílias nas modalidades do Programa Cidade Solidária. A ajuda emergencial consiste na entrega de cestas básicas e kits de acolhimento com colchões e cobertores.

portalodia.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Biocentro

últimas