Suspenso pelo STJD, Dorival reclama: “Punidos deveriam ser outros” imprimir publicado em: 22 / 09 / 2016

Dorival JuniorO zagueiro Gustavo Henrique, o técnico Dorival Júnior e o presidente do Santos Modesto Roma Júnior foram punidos nesta quarta-feira pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) por reclamações contra o árbitro Rodrigo Batista Raposo, que apitou a derrota do Santos por 2 a 1 para o Internacional, no Beira-Rio, no último dia 8 de setembro, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. O meia Lucas Lima, expulso na partida polêmica, pegou um jogo de suspensão, já cumprido contra o Corinthians.

O treinador e o defensor pegaram duas partidas de gancho. A diretoria do Peixe já informou que irá entrar com recurso, mas caso a decisão continue vigorando até a próxima sexta-feira, Dorival e Gustavo estão fora dos jogos contra Sport e Atlético-PR, pelas 27ª e 28ª rodada do Brasileirão, respectivamente.

Após a classificação do Alvinegro Praiano para as quartas de final da Copa do Brasil, ao empatar em 2 a 2 com o Vasco, em São Januário, o treinador santista comentou a punição, que considera injusta.

“Não quero falar muito sobre isso, mas só acho que eles têm que analisar de forma bem fria o que aconteceu naquela partida. Os punidos não deveriam ser os atletas, o treinador ou o presidente do clube, mas infelizmente é assim no nosso país”, disparou.

Além de Dorival e Gustavo Henrique, o presidente Modesto Roma também foi punido pelo STJD. O mandatário foi suspenso por 90 dias e ainda deverá pagar uma multa de R$ 40 mil.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas