TCE mantém reprovação de contas de 2007 da Fuespi imprimir publicado em: 21 / 08 / 2014

Nesta quinta-feira (21) foram julgados no Tribunal de Contas do Estado dois processos relacionados às contas de 2007 da Fundação da Universidade Estadual do Piauí, instituição mantenedora responsável por gerenciar os recursos da Universidade.

Um dos processos julgados pelos conselheiros do TCE foi um recurso apresentado pelos ex-gestores da Uespi, Valéria Madeira e Carslos Alberto Pereira, contra a reprovação das contas da Fuespi. O outro processo diz respeito à ausência de prestação de contas do contrato da Fuespi com a Fundação Jet, que prestava serviço para a Universidade no período em que Valéria Madeira e Carlos Alberto eram reitora e vice-reitor, respectivamente.

Sobre a reprovação das contas, que já haviam sido julgadas irregulares, o relator Jailson Campelo manteve a decisão e foi seguido por todos os conselheiros. Contudo, na primeira análise, havia sido determinado o ressarcimento de R$ 32 mil. Hoje, o débito foi retirado porque os ex-gestores apresentaram documentos que comprovaram o abastecimento de veículos na empresa Ticket Car.

Com a reprovação das contas, os ex-gestores Valéria Madeira e Carlos Alberto estão enquadrados na Lei da Ficha Limpa e tornam-se inelegíveis. O então vice-reitor é atualmente candidato a Deputado Estadual.

Quanto ao contrato entre a Fundação Jet e a Fuespi, os conselheiros determinaram a realização de diligência para que o atual gestor, reitor Nouga Cardoso, seja notificado e apresente a prestação de contas referente ao ano de 2007, juntamente com o parecer da auditoria interna da Universidade.

portalodia.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas