Temer nega crise na base aliada e diz que cobrança é ‘natural’ imprimir publicado em: 12 / 08 / 2011

O vice-presidente da República, Michel Temer, afirmou nesta quinta-feira (11), em São Paulo, que “não há” crise na base aliada do governo no Congresso Nacional. Segundo ele, a relação do governo federal com o Congresso é de uma “hamonia absoluta”.

“Não há [crise]. Essas relações do Executivo e do Congresso se baseiam, muitas vezes, em alguns pequenos acidentes. Mas nada que preocupa”, disse Temer.

O vice-presidente foi a São Paulo para participar da cerimônia de premiação da revista ‘Isto É Dinheiro”. Questionado sobre a cobrança da base aliada para a liberação de emendas parlamentares, Temer considerou a atitude como “natural.”

“Não devemos examinar, olhar isso, com preocupação. Acho que os deputados têm razão em pretenderem levar para suas bases emendas. O governo está começando a liberá-las e está se preparando para liberá-las, de modo que não há nenhuma perspectiva de acidente ou de preocupação na relação Executivo e Congresso Nacional, que é de uma harmonia absoluta”, afirmou Temer.

CPI

Questionado se a base aliada está unida para evitar a instalação da CPI mista da Corrupção, o vice-presidente disse que não acredita que a comissão seja intalada.

“Todos que conversaram conosco. Aparentemente, não pretendem constituí-la. Mas esta é uma decisão do Congresso Nacional. Nós, do governo, não temos que dar palpite sobre isso”.

G1

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas